IPTU de SP será reajustado com base na inflação; o que muda no valor?

A Câmara Municipal da cidade de São Paulo (SP) aprovou recentemente o Projeto de Lei (PL) que reajusta a cobrança do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU). E agora segue para sanção do prefeito Ricardo Nunes. Com 34 votos a favor, o tributo poderá ser corrigido pela inflação entre 2022 a 2024. 

IPTU de SP será reajustado com base na inflação; o que muda no valor?
IPTU de SP será reajustado com base na inflação; o que muda no valor? (Imagem: FDR)

O reajuste do IPTU será executado com base no medidor oficial da inflação, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (INPC), se limitando a 10%. Desde 2019 o município não aumenta o valor cobrado no imposto, lembrando que o acréscimo foi de 3,5% de maneira uniforme. 

Recentemente o texto foi aprovado por 34 votos a favor, 19 contrários e uma abstenção, porém, a proposta recebeu críticas vindas de bancadas como o PSOL e o PT.

A alegação dos membros destes partidos é que o reajuste do IPTU pela inflação resultaria em um aumento expressivo nesta contribuição, sobretudo, nos bairros periféricos conforme demonstrado por meio de uma pesquisa.

A isenção que antes era de R$ 160 mil passou para imóveis avaliados em R$ 230 mil. O cálculo estima que até 1,2 milhão de imóveis da cidade devem permanecer isentos.

Mas antes que qualquer alteração seja feita, é preciso fazer a revisão da Planta Genérica de Valores, uma obrigatoriedade que deve ser cumprida sempre no primeiro ano de cada mandato.

Este documento é responsável por determinar os valores referentes ao metro quadrado dos imóveis, tanto terrenos quanto construções. 

IPTU

O IPTU é o imposto incidente sobre as propriedades construídas em perímetro urbano, ou seja, é cobrado anualmente de proprietários de casas, prédios ou estabelecimentos comerciais de uma cidade.

Tendo em vista que ele incide sobre cada propriedade, o contribuinte que tiver mais de um imóvel registrado em sua titularidade, deverá arcar com as despesas de todos eles. Se ele possuir cinco imóveis, será preciso pagar cinco IPTUs.

É importante destacar que, se a propriedade for urbana, mas ele possuir apenas o terreno sem construção, será pago o Imposto Territorial Urbano (ITU). Porém, se o terreno se encontrar fora do perímetro urbano, a taxa incidente é a do Imposto Territorial Rural (ITR). Ambos possuem uma base de cálculos e alíquotas distintas do IPTU. 

Gostou do conteúdo? Siga @fdrnoticias no Instagram e FDR.com.br no Facebook para ver as últimas notícias que impactam diretamente no seu bolso e nos seus direitos.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.