Após Investor Day, UBS BB aumenta preço-alvo da Petrobras

Pontos-chave
  • Preço-alvo das ações ordinárias e preferências da Petrobras foram elevadas pelo UBS BB
  • Analistas dizem Petrobras é uma empresa totalmente diferente do que ja foi um dia
  • Ações da estatal se valorizavam nesta segunda

O UBS BB elevou recentemente o preço-alvo das ações ordinárias e preferências da Petrobras de R$31 para R$44, e reforçou a recomendação de compra. O banco modernizou o modelo da empresa, incluindo resultados de terceiro trimestre e novas ideias macroeconômicas.

De acordo com os analistas Luiz Carvalho, Matheus Enfeldt e Tasso Vasconcellos, atualmente a Petrobras é uma empresa totalmente diferente do que já foi um dia e mesmo enfrentando um risco político intrínseco o papel está sendo negociado a um preço historicamente baixo, criando uma grande possibilidade de alta.

“A companhia tem participações majoritárias e opera de forma eficiente dois dos maiores, mais eficientes e menos impactantes campos de petróleo descobertos nos últimos anos. A governança melhorou nos últimos quatro anos, a protegendo de interferências. A dívida bruta caiu quase 60% do topo, a menos de US$ 60 bilhões”, disseram.

As projeções do banco suíço para o preço do Brent nos próximos anos foram elevadas. No ano que vem, o banco vê o barril sendo negociado a US$ 81, ante a projeção anterior de US$ 62. Em 2023, o preço deve ficar em US$ 80, saindo de US$ 60. Já em 2024 o preço foi a US$ 75 o barril e, por fim, em 2025, foi a US$ 60. De acordo com as estimativas dos analistas, está situação cria um incremento de 10% a 30% no Ebitda da Petrobras no período.

“Não importa o quão ruim o cenário seja, só vemos maneiras muito limitadas de como a ação pode piorar do valor que hoje é de 2,4 vezes o valor sobre o Ebitda (lucro antes de juros, impostos, amortização e depreciação) de 2022, tendo geração de caixa o suficiente para financiar até mega projetos em potencial (o que é improvável)”, disseram os analistas.

O UBS BB destaca que a estimativa de dividendos divulgada pela Petrobras em seu plano comercial, de US$ 60 bilhões a US$ 70 bilhões para os próximos cinco anos, leva em conta um preço de petróleo 20% abaixo do projetado, deixando a projeção com grandes chances de ser superada.

“Com robustas melhorias operacionais desde 2016, os requisitos de capital operacional e de investimentos da Petrobras caíram substancialmente, apoiados ainda na redução de dívida que causou uma queda nos custos financeiros em cerca de dois terços”, disse o banco.

Ações da Petrobras nesta segunda

Nesta segunda, 29,  as ações PN fecharam cotadas a R$29,30.

O relatório dos analistas ressaltou que grande parte da revisão para cima é decorrente da previsão mais elevada dos preços do petróleo, e ainda da atualização do modelo baseada nos resultados do 3º trimestre e pelo dólar mais valorizado frente ao real no próximo ano, de R$ 5,1 para R$ 5,8.

Petrobras

Petróleo Brasileiro S.A. é uma empresa de capital aberto, cujo acionista majoritário é o Governo do Brasil, sendo, portanto, uma empresa estatal de economia mista.

Com sede no Rio de Janeiro, opera atualmente em 14 países, no segmento de energia, prioritariamente nas áreas de exploração, produção, refino, comercialização e transporte de petróleo, gás natural e seus derivados.

A empresa foi instituída em 3 de outubro de 1953 e deixou de monopolizar a indústria petroleira no Brasil em 1997, mas continua a ser uma importante produtora do produto, com uma produção diária de mais de 2 milhões de barris (320 mil metros cúbicos).

A multinacional é proprietária de refinarias, petroleiros e é uma grande distribuidora de derivados de petróleo.

A Petrobras é líder mundial no desenvolvimento de tecnologia avançada para a exploração petrolífera em águas profundas e ultraprofundas.

A Petrobras é responsável por 0,77% da emissão de gases efeito estufa na indústria no período entre 1988 até 2015 e, portanto, um dos maiores responsáveis para as mudanças climáticas que causam “riscos à saúde, aos meios de subsistência, à segurança alimentar, ao suprimento de água e ao crescimento econômico.”

Gostou do conteúdo? Siga @fdrnoticias no Instagram e FDR.com.br no Facebook para ver as últimas notícias que impactam diretamente no seu bolso e nos seus direitos.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.