Senado aprova piso salarial dos enfermeiros em R$ 4,7 mil para todo Brasil

Na última quarta-feira (24), o Senado Federal aprovou o piso salarial dos enfermeiros, do técnico e do auxiliar de enfermagem e também da parteira. O Projeto de Lei 2.564/2020 é de autoria do senador Fabiano Contarato (Rede-ES) e recebeu voto favorável da relatora, senadora Zenaide Maia (Pros-RN).

publicidade

A senadora Zenaide Maia apresentou ao Senado um substitutivo ao PL do senador Contarato que foi aprovado em Plenário. Agora o PL do piso salarial dos enfermeiros será analisado pela Câmara dos Deputados.

O texto regulamenta o piso salarial dos enfermeiros na Lei 7.498, de 1986. Com isso, fica estabelecido um mínimo inicial para enfermeiros no valor de R$ 4.750 para uma jornada de trabalho de 30 horas semanal.

Para o técnico, auxiliar de enfermagem e parteira a remuneração fica com a seguinte gradação: 70% do piso salarial dos enfermeiros para os técnicos de enfermagem e 50% para os auxiliares de enfermagem e as parteiras.

publicidade

Em defesa do seu projeto, Contarato afirmou que essa seria a melhor maneira de homenagear esses profissionais que atuaram durante a maior crise sanitária do século, a Covid-19.

Dessa maneira, a “a fixação do piso salarial nacional a profissionais de enfermagem e das atividades auxiliares é um reparo imprescindível a ser feito”, declarou o senador.

O Projeto de Lei foi apresentado pelo senador Contarato no dia 12 de maio do ano passado, data em que é comemorada o Dia Internacional da Enfermagem. Segundo o senador, o Brasil possui hoje cerca de 2,4 milhões de enfermeiros.

Desse quantitativo, 85% são mulheres e mais de 53% são pretos e pardos. Diante disso, a desvalorização da profissão, segundo Contarato, engloba características misóginas, homofóbicas e racistas que perseguem esses profissionais há anos.

Para a relatora Zenaide, não é justo pagar um salário tão baixo a quem trabalha nas piores condições e exercem uma função tão importante para o país. Diante disso a valorização da categoria trará uma melhoria na qualidade do atendimento.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

“Esse projeto é uma forma de aplaudir esses profissionais, para dar dignidade e respeito à enfermagem. Profissionais eficientes, planejamento e centralização podem reduzir perdas e restabelecer a normalidade em caso de novas crises pandêmicas ou novas ondas”, declarou a senadora ao defender seu substitutivo.

publicidade

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Glaucia Alves
Gláucia Alves é formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Atuou na área acadêmica durante 8 anos. Em 2020 começou a trabalhar como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR, produzindo conteúdo sobre economia e direitos da população brasileira, onde já acumula anos de pesquisa e experiência. Além de realizar consultoria de redação on-line.