Governo promete bônus de R$1 mil no Auxílio Brasil como incentivo escolar

Ao que tudo indica, o Governo Federal cumprirá a promessa de pagar os benefícios complementares do Auxílio Brasil. Um deles é a Bolsa de Iniciação Científica Júnior, cujo primeiro pagamento será efetuado no mês de dezembro.

Governo promete bônus de R$ 1 mil no Auxílio Brasil como incentivo escolar
Governo promete bônus de R$ 1 mil no Auxílio Brasil como incentivo escolar. (Imagem: FDR)

A bolsa foi criada com o objetivo de estimular os estudantes de baixa renda a se dedicarem aos estudos e, principalmente, desenvolverem as habilidades científicas.

Desta forma, além de contribuir para a estruturação do ambiente escolar e à elevação da autoestima, o jovem também terá a oportunidade de se profissionalizar na área desde cedo. 

A estimativa do governo é para que, aproximadamente, três mil estudantes que compõem famílias beneficiárias do Auxílio Brasil comecem a receber o bônus científico no mês que vem.

Ao todo serão 12 parcelas no valor de R$ 100 para cada estudante, totalizando em investimento de R$ 1.200. Mas não para por aí, além disso, a família ainda terá direito a receber uma parcela única e anual de R$ 1.000.

O pagamento mensal do bônus mensal da Bolsa de Iniciação Científica Júnior será de responsabilidade do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), assim que a transferência da verba foi feita pelo Ministério da Cidadania.

O pagamento deste extra aos jovens de famílias beneficiárias do Auxílio Brasil foi regulamentado pelo Decreto nº 10.866, publicado no Diário Oficial da União (DOU) no dia 23 de novembro.

É importante mencionar que a parcela única de R$ 1.000 será paga diretamente pelo Ministério da Economia. Também vale ressaltar que não é qualquer jovem que terá direito à bolsa científica, para isso, é preciso que se destaquem em competições acadêmicas e científicas no âmbito nacional, relacionadas a temas da educação básica. 

Se estes fatores forem cumpridos, tanto os pagamentos referentes às competições credenciadas, aquelas cujo apoio provém do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações, bem como aquelas lançadas em 2020, será possível liberar o quanto antes os depósitos. 

Ao todo, a CNPq listou 15 Olimpíadas Científicas as quais os jovens interessados na bolsa podem participar. São elas:

  • IX Olimpíada Brasileira de Neurociências – OBN;
  • IV Olimpíada Brasileira de Cartografia: Ciência e Arte – OBRAC;
  • Olimpíada Brasileira de Robótica 2021 – OBR;
  • 5ª Olimpíada Nacional de Aplicativos – ONDA;
  • Olimpíada Brasileira de Soluções Sustentáveis para Água e Energia – OBSSAE;
  • 3ª Olimpíada Científica Nacional sobre Oceanos e Ambientes Polares and 3rd Hackathon for new technologies for Marine and Polar research;
  • Olimpíada Brasileira de Matemática – OBM;
  • IPhCO – Olimpíada Internacional de Física e Cultura – FASE NACIONAL;
  • 24ª Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica OBA;
  • 10ª Olimpíada Brasileira de Física das Escolas Públicas – OBFEP;
  • 11ª Olimpíada Brasileira de Agropecuária – OBAP;
  • Olimpíada de Matemática dos Institutos Federais – OMIF;
  • Olimpíada Brasileira de Informática 2021 – OBI;
  • Programa Nacional Olimpíadas de Química – OBQ;
  • XVII Olimpíada Brasileira de Biologia – OBB.

Gostou do conteúdo? Siga @fdrnoticias no Instagram e FDR.com.br no Facebook para ver as últimas notícias que impactam diretamente no seu bolso e nos seus direitos.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.