Decoração de Natal tem crise com alta nos preços e falta de mercadorias na 25 de Março

Fim de ano chegando e uma das festas mais esperadas também, o Natal. Mas quem gosta de aproveitar o clima natalino em grande estilo já deve ter percebido a alta dos preços dos itens de decoração. Um dos centros de compras mais populares de São Paulo sofre com o aumento dos preços e a evasão de produtos.

O comércio da 25 de Março, localizado no centro de São Paulo, tem enfrentado momentos difíceis em uma das épocas que deveria representar para os lojistas boas vendas e lucro. 

Produtos vindos do exterior

A crise vem sendo gerada pelo baixo estoque de produtos de decoração de Natal. Um dos motivos é o câmbio desfavorável, além da falta de contêineres para que ocorra o transporte marítimo das cargas, prejudicando a importação.

Mais de 50% dos produtos comercializados no centro de comércio da 25 de Março, são de origem estrangeira, por isso, os custos neste ano se tornaram maiores.

Na tentativa de ser menos afetados pela elevação dos preços, os lojistas optaram por reduzir a reposição e trouxeram para venda produtos dos anos anteriores.

Lojistas que se prepararam para o momento de crise conseguem um bom volume de vendas, enquanto muitas lojas enfrentam falta de produtos no estoque.

Como os consumidores estão diante do aumento dos preços

A falta de novidades e a alta dos preços tem levado os consumidores a adotarem outras estratégias quanto à decoração de Natal. Itens mais baratos possuem forte apelo neste momento de crise, principalmente levando em consideração que os itens de decoração não foram os únicos produtos natalinos a subirem de preço, a ceia também está mais cara.

A inflação tem levado o preço dos alimentos as alturas, e diante da maior demanda de alguns produtos em época de natal, esses aumentos vem enfrentando uma constante crescente.  É o caso das carnes, queijos, peixes, panetone entre tantos outros.

Por isso, consumidores se veem mais limitados na hora da compra de enfeites, a falta de novidades dos produtos também devem mantê-los mais controlados aos gastos.

Até a semana de Natal, os preços ainda devem sofrer alterações, por isso os consumidores precisam se organizar desde já para as compras.

Gostou do conteúdo? Siga @fdrnoticias no Instagram e FDR.com.br no Facebook para ver as últimas notícias que impactam diretamente no seu bolso e nos seus direitos.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Hannah Aragão
Hannah Aragão é graduanda em jornalismo pela Universidade Federal de Pernambuco, a UFPE. Atuou em diversas áreas da comunicação, passando por assessoria, endo marketing, comunicação estratégica e jornalismo impresso. Atualmente, se dedica ao jornalismo online na produção de matérias para o portal FDR.