SP inicia campanha de vacinação de adolescentes dentro das escolas

Em São Paulo, alunos da rede pública de ensino passam a ser imunizados contra o novo coronavírus. Nessa quinta-feira (25), a prefeitura passou a aplicar as vacinas da covid-19 dentro das escolas. A ação faz parte da campanha de vacinação e tem como finalidade garantir a cobertura vacinal dos adolescentes.

Em quase dois anos convivendo com o novo coronavírus, os governos estaduais e prefeituras permanecem reforçando as campanhas de vacinação para controlar a pandemia.

Em São Paulo, os alunos da rede pública passaram a ser imunizados em suas escolas, sem a necessidade de agendamento prévio. No entanto, apenas aqueles autorizados pelos pais ou responsáveis é que recebem o imunizante.

Detalhes sobre a vacinação nas redes de ensino

Diante da liberação da aplicação para os cidadãos mais jovens, a prefeitura passou a utilizar os centros de ensino para estimular a imunização.

De acordo com o secretário municipal da Saúde, Edson Aparecido, as escolas estão fazendo as convocações mediante as datas do cronograma com a Unidade Básica de Saúde.

“Nós pensamos inicialmente terça e quinta pra que as escolas pudessem se organizar, mas agora liberamos isso, poderá ser todos os dias. A escola se organiza com a unidade básica, reunindo um contingente de autorizações, os pais podem passar, inclusive, a autorização via WhatsApp para a escola e a escola então comunica a UBS e a UBS se dirige pra vacinação”, disse Aparecido em entrevista ao Bom Dia SP.

Ele afirmou ainda que nesse primeiro momento 107 escolas estarão participando da aplicação da vacina. Porém, ao longo dos próximos dias a medida será ampliada, incluindo as redes de ensino privadas.

“Há planos, um pouquinho mais à frente, a gente deve fazer também, eventualmente, nas particulares, nós temos inclusive regiões na cidade onde uma escola particular é melhor localizada do que uma escola publica, isso poderia facilitar, mas isso também as nossas unidades de saúde vão organizar em cada bairro, em cada território“, completou o secretário.

Para poder se vacinar basta estar com um documento oficial com foto e cartão de vacina, sendo aluno matriculado na rede em que receberá o medicamento.

Quem pode se vacinar contra Covid em São Paulo

  • Para a primeira dose (D1), pessoas a partir de 12 anos;
  • Para a segunda dose (D2), pessoas que já completaram o intervalo necessário entre a primeira e a segunda aplicação, de acordo com o imunizante utilizado;
  • Para a dose de reforço (DA), imunossuprimidos com mais de 18 anos, que tomaram a última dose do esquema vacinal (segunda dose ou dose única) há pelo menos 28 dias;
  • Para a dose de reforço (DA), pessoas com mais de 18 anos que tomaram a última dose do esquema vacinal (segunda dose ou dose única) há pelo menos 5 meses;
  • Para a dose de reforço (DA), pessoas com viagem marcada para países que não aceitam duas doses de CoronaVac, e que tomaram a segunda dose há pelo menos 28 dias.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.