Mercado Pago agora aceita criptomoedas; como comprar e vender moedas digitais?

Nesta segunda, 22, o fundador e CEO do Mercado Livre, Marcos Galperin, anunciou que a empresa irá permitir a compra e venda de bitcoin e de outras criptomoedas em suas plataformas, que englobam o marketplace e a carteira digital Mercado Pago.

“A partir desta semana no Brasil, os usuários do Mercado Livre e Mercado Pago poderão comprar, guardar e vender criptomoedas”, disse Marcos em seu perfil Twitter. 

Marcos divulgou também um texto da Bloomberg que fala sobre isto. Segundo a publicação, um grupo restrito de clientes já possuíam acesso ao serviço desde o começo deste mês. O acesso será expandido de forma gradual a partir desta semana. 

“Nós levamos o tempo necessário para estudar e aprender antes de entrar nas criptos. Isto tem um potencial transformador ali para frente e irá abrir novos caminhos para nós”, disse Tulio Oliveira, vice-presidente do Mercado Pago, a Bloomberg.

Osvaldo Gimenez, presidente do Mercado Pago, também divulgou a novidade em seu Twitter e adicionou uma foto da funcionalidade na plataforma, um novo botão, o “cripto”. “Usuários brasileiros poderão comprar, vender e guardar criptomoedas no nosso app. Acesso fácil às criptos para milhões de usuários com um clique e a segurança do Mercado Pago”, disse.

Esta novidade ligada as criptomoedas não é inédita. No início deste ano, a empresa adquiriu cerca de 8 milhões em bitcoin e trabalhou em testes com pagamentos utilizando a moeda digital para compra e venda de produtos, entre outras coisas. 

Já a disponibilização de compra e venda de ativos digitais é uma novidade que promete ter um destaque maior, ja que milhões de pessoas podem começar a ter acesso ao setor. 

Situação parecida ocorreu quando o PayPal, que possui uma carteira digital parecida com a do Mercado Pago, anunciou o mesmo tipo de serviço no ano passado, o que fortaleceu o movimento de alta da moeda.

O PayPal é a maior plataforma do tipo e logicamente tem um impacto maior. Porém, o Mercado Pago também possui uma rede significativa e agora que a empresa adotou o setor, fica provada sua importância.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.