Cronograma da 3ª dose da vacina nas principais capitais do Brasil

Pontos-chave
  • Ministério da Saúde reduz intervalo para aplicação da 3ª dose da vacina para cinco meses;
  • Adultos com 18 anos ou mais podem buscar pelo reforço vacinal;
  • SP e RJ divulgaram o cronograma de aplicação da dose de reforço.

Nesta semana, o Ministério da Saúde fez algumas alterações no cronograma de imunização contra a Covid-19. Os anúncios se referem à aplicação da 3ª dose da vacina que teve o intervalo alterado.

A 3ª dose da vacina foi implementada no Plano Nacional de Imunização (PNI) do Ministério da Saúde há alguns meses. A nova dose tem o intuito de promover um reforço vacinal após estudos que indicam a redução gradativa no poder de eficácia dos imunizantes.

E antes que se inicie o debate, essa desvalorização atinge todas as vacinas usadas em território nacional hoje. Ou seja, a CoronaVac, a AstraZeneca, a Pfizer e, até mesmo, o que seria a dose única da Janssen, mas que nesse caso, aplicará duas doses. 

Quem deve tomar a dose de reforço?

Conforme disposto pelo Governo Federal, no começo, somente os idosos com 60 anos ou mais, imunossuprimidos, profissionais da saúde e pessoas com a imunidade baixa, como aquelas com câncer, HIV ou transplantadas, tinham o direito de tomar a e contra a Covid-19. 

Porém, de agora em diante todos os adultos com 18 anos de idade ou mais podem obter o reforço vacinal, desde que a data de aplicação da segunda dose seja de cinco meses.

O prazo inicial era de seis meses para reforçar o esquema vacinal. Por esta razão, o cidadão que estiver de acordo com todas as normas pode procurar o posto de vacinação mais próximo de casa.

Diante das mudanças, estados como o Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Pernambuco, Goiás e Mato Grosso do Sul já se mobilizaram no sentido de ampliar o calendário da dose de reforço da Covid. Veja a seguir, o cronograma nas principais capitais!

São Paulo

No estado de São Paulo (SP), o governador João Doria, já ampliou os atendimentos nos postos de vacinação com foco na 3ª dose da vacina. Desde ontem, 18, a dose de reforço já está liberada para quem completou o esquema vacinal com as duas primeiras doses há cinco meses, ou seja, no mês de junho. 

Em dezembro, será a vez de quem concluiu o esquema vacinal em julho, e assim por diante. Esta alteração feita pelo Ministério da Saúde atinge 710 mil brasileiros aptos à vacinação contra a Covid-19″. 

Por todo o estado de São Paulo, a 3ª dose da vacina é aplicada com o imunizante disponível no momento, seja a Pfizer, CoronaVac ou Astrazeneca. Contudo, a administração municipal da capital paulista decidiu utilizar somente a Pfizer no reforço vacinal.

A recomendação da pasta é para que a 3ª dose seja administrada, preferencialmente, com a Pfizer, na falta dela, a AstraZeneca ou a Janssen.

A partir desta sexta-feira, 19, o reforço atenderá quem tomou a segunda dose até o dia 17 de junho. Os atendimentos com foco no reforço vacinal contra a Covid-19 seguirão até o dia 27 de abril de 2022 em SP. 

Rio de Janeiro

As cidades cariocas começaram a receber doses de vacinas para que pudessem ampliar o esquema vacinal a partir de hoje. Neste sentido, a Secretaria de Estado de Saúde (SES), declarou que mais de 700 mil doses da Pfizer foram distribuídas entre 86 cidades. 

Na cidade do Rio de Janeiro (RJ) capital, todos os adultos com 18 anos ou mais que já tenham completado cinco meses da segunda dose podem procurar o CRAS mais próximo para tomar a 3ª dose da vacina.

Para auxiliar nessa procura, a prefeitura divulgou um calendário voltado aos cariocas com 55 anos ou mais, que ganharam prioridade nos postos. Veja:

  • 29 de novembro a 4 de dezembro – 59 anos ou mais;
  • 6 de dezembro a 11 de dezembro – 58 anos ou mais;
  • 13 de dezembro a 18 de dezembro – 57 anos ou mais;
  • 20 de dezembro a 23 de dezembro – 56 anos ou mais;
  • 27 de dezembro a 4 de janeiro – 55 anos ou mais.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.