Gasolina chega a custar R$ 7 em 19 estados; confira média nacional

Pontos-chave
  • Dois municípios brasileiros registraram o valor da gasolina a quase R$ 8;
  • No acumulado anual, o combustível aumentou 50% nos postos;
  • A gasolina subiu mais de 15% na primeira quinzena de novembro.

No Brasil, o preço máximo da gasolina supera R$ 7 o litro em 19 estados e no  Distrito Federal. Em duas cidades do país, o combustível foi encontrado a R$ 7,999. O levantamento foi realizado pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), entre os dias 7 e 13 de novembro.

Gasolina chega a custar R$ 7 em 19 estados; confira média nacional
Gasolina chega a custar R$ 7 em 19 estados; confira média nacional (Imagem: Montagem/FDR)

O valor máximo da gasolina comum passou dos R$ 7 nestes estados: Acre, Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, Pará, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, São Paulo e Tocantins, além do Distrito Federal.

O maior preço registrado pela ANP foi de R$ 7,999. Este valor esteve presente em São Francisco de Itabapoana, no Rio de Janeiro; e Bagé, no Rio de Janeiro. No acumulado anual, o preço do combustível teve alta de 50,6% nos postos.

Preços máximos da gasolina comum nos estados brasileiros

De acordo com a ANP, entre os dias 7 e 13 de novembro, estes foram os preços máximos encontrados nos estados do país:

  • Acre – R$ 7,600;
  • Alagoas – R$ 7,198;
  • Amapá – R$ 6,090;
  • Amazonas – R$ 7,350;
  • Bahia – R$ 7,299;
  • Ceará – R$ 7,209;
  • Distrito Federal – R$ 7,499;
  • Espírito Santo – R$ 7,090;
  • Goiás – R$ 7,499;
  • Maranhão – R$ 6,799;
  • Mato Grosso – R$ 7,379;
  • Mato Grosso do Sul – R$ 6,999;
  • Minas Gerais – R$ 7,639;
  • Pará – R$ 7,480;
  • Paraíba – R$ 6,899;
  • Paraná – R$ 7,400;
  • Pernambuco –R$ 7,439;
  • Piauí – R$ 7,299;
  • Rio de Janeiro – R$ 7,999;
  • Rio Grande do Norte – R$ 7,299;
  • Rio Grande do Sul – R$ 7,999;
  • Rondônia – R$ 7,110;
  • Roraima – R$ 6,390;
  • Santa Catarina – R$ 6,999;
  • São Paulo –R$ 7,499;
  • Sergipe – R$ 6,999;
  • Tocantins — R$ 7,279.

Preço médio da gasolina comum

O valor médio do combustível nos postos aumentou 0,64% na última apuração da ANP. O preço chegou a R$ 6,753 o litro. Estes são as médias identificadas em cada estado brasileiro:

  • Acre – R$ 7,076 (38 postos pesquisados);
  • Alagoas – R$ 6,605 (43 postos pesquisados);
  • Amapá – R$ 5,912 (24 postos pesquisados);
  • Amazonas – R$ 6,608 (58 postos pesquisados);
  • Bahia – R$ 6,751 (226 postos pesquisados);
  • Ceará – R$ 6,966 (196 postos pesquisados);
  • Distrito Federal – R$ 7,214 (47 postos pesquisados);
  • Espírito Santo – R$ 6,736 (83 postos pesquisados);
  • Goiás – R$ 7,194 (151 postos pesquisados);
  • Maranhão – R$ 6,509 (56 postos pesquisados);
  • Mato Grosso – R$ 6,784 (159 postos pesquisados);
  • Mato Grosso do Sul – R$ 6,546 (68 postos pesquisados);
  • Minas Gerais – R$ 7,024 (433 postos pesquisados);
  • Pará – R$ 6,734 (87 postos pesquisados);
  • Paraíba – R$ 6,502 (57 postos pesquisados);
  • Paraná – R$ 6,481 (294 postos pesquisados);
  • Pernambuco – R$ 6,683 (175 postos pesquisados);
  • Piauí – R$ 7,204 (54 postos pesquisados);
  • Rio de Janeiro – R$ 7,237 (333 postos pesquisados);
  • Rio Grande do Norte – R$ 7,208 (51 postos pesquisados);
  • Rio Grande do Sul – R$ 7,082 (307 postos pesquisados);
  • Rondônia – R$ 6,739 (37 postos pesquisados);
  • Roraima – R$ 6,376 (13 postos pesquisados);
  • Santa Catarina – R$ 6,562 (223 postos pesquisados);
  • São Paulo –R$ 6,414 (1.485 postos pesquisados);
  • Sergipe – R$ 6,750 (36 postos pesquisados);
  • Tocantins — R$ 6,944 (31 postos pesquisados).
Os valores da gasolina vêm aumentando cada vez mais ao longo dos últimos meses
Os valores da gasolina vêm aumentando cada vez mais ao longo dos últimos meses (Imagem: Montagem/FDR)

Valor da gasolina aumenta mais de 6% na primeira quinzena de novembro

Na primeira metade de novembro, o valor médio da gasolina aumentou 6,46% nos postos brasileiros — em comparação ao mês anterior. O valor registrado foi de R$ 6,98 o litro. O levantamento foi feito pela ValeCard, empresa especializada em soluções de gestão de frotas.

De acordo com a empresa, após elevações seguidas, o preço do combustível fóssil ficou 74% mais caro desde maio do ano passado. Na ocasião o valor médio era de R$ 4,01 o litro. A companhia alega que aquele foi o último mês de queda no valor médio nacional.

Além disso, o levantamento apontou que todos os estados brasileiros registraram aumentos no preço da gasolina. Os maiores reajustes foram registrados em Santa Catarina (8,16%), Distrito Federal (7,94%) e Ceará (7,69%).

Já as menores variações foram indicadas em Piauí (4,44%), Alagoas (4,99%), Rio Grande do Norte (5,03%) e Acre (5,03%).

Ao considerar as capitais do Brasil, o preço médio foi de R$ 6,946. Entre essas cidades, as que registraram os maiores valores na primeira metade de novembro foram Rio de Janeiro (R$ 7,313) e Brasília (R$ 7,272). Por outro lado, os menores preços médios foram apontados em Curitiba (R$ 6,432) e Macapá (R$ 6,479).

Mesmo com as altas sequenciais da gasolina, o combustível continua sendo mais vantajoso para o abastecimento do que o álcool — em todo o Brasil. A pesquisa foi feita por meio de registros de transações com cartão de abastecimento da ValeCard. O levantamento abrangeu 25 mil estabelecimentos credenciados.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.