Qual a real estratégia do Nubank por trás do programa NuSócios?

O Nubank, maior banco digital do país, tem a intenção de ainda este ano, abrir sua IPO (Oferta Pública de Ações) na Bolsa de Valores de Nova York (NYSE). Porém, antes da estreia, a fintech comunicou um programa de distribuição de ações para seus clientes que recebeu o nome de NuSócios. Porém, qual é a intenção do banco com isso?.

De acordo com o Nubank, este benefício é verdadeiro e pode ser resgatado por quase todos os usuários da plataforma. Mas no caso de quem ainda tem dúvidas a respeito do programa, é preciso se atentar a alguns pontos.

Como investir no Nubank?

Existem duas formas de investir no banco digital. O investidor pode abrir uma conta em uma corretora dos Estados Unidos e participar do IPO diretamente pela Bolsa de Nova York ou investir em BDRs (Brazilian Depositary Receipts).

Esta segunda opção é equivalente à recebidos e ações estrangeiras que são negociadas na própria Bolsa do Brasil (B3).

Em resumo, elas não são as ações originais, mas sim, ativos que as representam. Quando uma empresa americana deseja que seus papéis também sejam negociados no Brasil, ela emite esses recibos. Desta forma, para aqueles que possuem a NuConta, o banco irá doar BRDs. 

Primeiramente, o usuário verá a seguinte mensagem no app do Nubank “Você sócio do Nubank”. Após isso, ele deve clicar em “Quero”. É importante destacar que o Nu Sócios será disponibilizado apenas para quem não tiver dívidas no crédito e que efetuaram operações nos últimos 30 dias.

Por que o Nubank está distribuindo ações?

No momento que uma empresa está captando novos clientes, existe o Custo de Aquisição de Cliente (CAC). Basicamente, este custo é do orçamento de publicidade, cashback e programas especiais que tem a intenção de conquistar novos clientes para a plataforma.

Por conta do NuSócios e da distribuição de BDRs, muitas pessoas irão se interessar pelo Nubank. Desta forma, este cisto diminui.

Existe ainda o Custo de Ativação do Cliente (ACA). Como o banco determina que os usuários devem movimentar suas contas para receberem o convite do programa, quem já tem a NuConta vai começar a usá-la de verdade.

E ainda, se um cliente ganha uma BDR, é mais fácil que ele queira adquirir mais no futuro. Estes são os motivos do Nubank para esta distribuição.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.