Guedes relaciona revisão da tarifa do Mercosul com preço menor dos alimentos

Ministro da economia se pronuncia sobre a alta no valor dos alimentos. Nessa semana, em participação na abertura do seminário “Mercado Digital Regional”, Paulo Guedes defendeu a modernização do Mercosul como alternativa para reduzir o preço da cesta básica. De acordo com ele, a medida aliviaria a conta de milhares de brasileiros.

Guedes relaciona revisão da tarifa do Mercosul com preço menor dos alimentos (Imagem: FDR)
Guedes relaciona revisão da tarifa do Mercosul com preço menor dos alimentos (Imagem: FDR)

Atualmente o Brasil vive uma das piores crises econômicas da última década. O valor dos alimentos vem vivenciando uma alta crescente, fazendo com que a cesta básica chegue a custar o equivalente ao salário mínimo. Como alternativa para tal situação, Guedes quer alterar o Mercosul.

Avaliação de Guedes sobre o cenário econômico

O atual ministro da economia defendeu a redução da Tarifa Externa Comum (TEC) como uma medida que modernizará o Mercosul. Segundo ele, se a proposta for aceita é possível regularizar o valor dos alimentos e demais itens essenciais para o Brasil.

“A modernização do Mercosul passa também pela dimensão tarifária e nós trabalhamos isso bastante com os nossos sócios. É importante ter acesso e atenção às necessidades internas de forma a reduzir o custo de comida, de itens essenciais para a população brasileira”, declarou.

Guedes relembrou que na última semana o Brasil conseguiu reajustar 10% de suas alíquotas de importação. Segundo ele, a medida é importante tendo em vista o atual cenário de crise econômica motivado pelo novo coronavírus.

“Ainda que temporário e moderado, nós estamos indo na direção correta de modernização. Manter o Mercosul relevante para o Brasil depende justamente de sua capacidade de resposta a essas oportunidades de mercado que existem e essas necessidades de reforma“, questionou Guedes.

Por fim, o gestor informou ainda que o modelo do Mercosul foi proposto de forma visionário quando implementado. Porém, atualmente atrapalha nas relações comerciais do Brasil com outros países.

“Temos agora uma revolução digital, uma segunda grande oportunidade de relançamento das nossas plataformas. É nesta oportunidade para modernização do Mercosul que nós temos que incluir essa pegada digital, essa nova dimensão que transforma o nosso mercado em extraordinariamente atraente e ao mesmo tempo moderno para que sigamos no projeto de integração global”, finalizou o ministro da economia.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.