Prepare-se! Bolsonaro confirma novo reajuste nos combustíveis em 20 dias

Nesta segunda, 1º de novembro, o presidente Jair Bolsonaro disse em uma entrevista coletiva em Roma, que em 20 dias, a Petrobras irá anunciar um novo reajuste no preço dos combustíveis.

Prepare-se! Bolsonaro confirma novo reajuste nos combustíveis em 20 dias
Prepare-se! Bolsonaro confirma novo reajuste nos combustíveis em 20 dias (Imagem FDR)

“A Petrobras anuncia, isso eu sei extraoficialmente, novo reajuste em 20 dias. Isso não pode acontecer. A gente não aguenta, porque o preço do combustível está atrelado à inflação”, afirmou o presidente.

O presidente aproveitou o discurso para tecer criticas aos governos anteriores, como o de Michel Temer, quando a política de atrelar o preço do combustível ao dólar começou.

Seguindo com sua críticas, o presidente afirmou que os governos do PT não concluíram a construção de três refinarias no Brasil. Ele disse que se somente uma delas tivesse sido entregue, o preço dos combustíveis estaria mais baixo.

Os projetos das refinarias Premium I e II não chegaram a ser iniciadas e foram enterrados em 2015, quando ainda vigorava o governo Dilma Rousseff. Já a refinaria Comperj, no Rio de Janeiro, teve sua construção iniciada, porém acabou abandonada pelo atual governo em 2019.

A Petrobras alegou que não haveria viabilidade econômica para a refinaria após a petroleira chinesa CNPC, que iria investir no negócio, declinou.

A estatal possui atualmente, 13 refinarias e tem a intenção de vender 8 delas. Até agora, somente duas foram leiloadas, porém, ainda falta a assinatura do contrato.

O presidente voltou a criticar o ICMS o colocando como vilão dos preços dos combustíveis, e voltou a se mostrar favorável a privatização da Petrobras.

Dividendos 

Bolsonaro falou também que planeja utilizar dividendos da Petrobras para diminuir o preço do diesel.

“Então, o que eu quero da Petrobras: no tocante aos rendimentos que a Petrobras dá ao governo federal, não me interessa esses recursos. Tenho conversado com Paulo Guedes. Nós queremos que isso seja revertido diretamente em diminuição do preço do diesel na ponta da linha, disse.”

“Essa semana vai ser um jogo pesado com a Petrobras. Eu indico o presidente, passa pelo conselho, e tudo de ruim que acontece lá cai no meu colo. O que é de bom, nada cai no meu colo.completou”.

Ainda na segunda-feira, a Petrobras emitiu um comunicado onde diz que não antecipa decisões de reajuste e “que não há nenhuma decisão tomada por seu Grupo Executivo de Mercado e Preços (GEMP) que ainda não tenha sido anunciada ao mercado”.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.