Atenção, investidor! Conheça as ações que mais subiram em outubro

Pelo quarto mês consecutivo, o Ibovespa fechou em queda. Em outubro, o índice encerrou em redução de 6,74%. Este foi o pior resultado mensal deste ano. De todas as ações que compõem o índice, somente 12 fecharam em alta no mês. Descubra as cinco ações que mais subiram em outubro.

As ações que mais subiram em outubro
As ações que mais subiram em outubro (Imagem: Montagem/FDR)

As cinco ações que mais subiram em outubro

  • Ambev (ABEV3) – 11,05%

O desempenho da Ambev acompanha os resultados positivos do balanço para o 3º trimestre deste ano. A receita líquida aumentou 18,5% — chegando a R$ 18,5 bilhões.

A Genial Investimentos possui a recomendação de “manter” a ação. O preço-alvo indicado é de R$ 18. Sendo assim, haveria uma valorização de 6% em comparação ao fechamento da última sexta-feira (29).

  • BB Seguridade (BBSE3) – rentabilidade de 10,73%

Em uma situação de alta dos juros, os papéis da seguradora são vistos como defensivos. Isso acontece porque parte dos resultados financeiros da companhia vem de investimentos vinculados a títulos públicos atrelados à Taxa Selic.

Na carteira recomendada de outubro, a Toro alega que a BB Seguridade conta com um portfólio bem diversificado. Por isso, ela não depende somente do resultado financeiro.

  • Telefônica (VIVT3) – rentabilidade de 6,94%

Os investidores reagiram positivamente aos resultados do 3º trimestre deste ano da Telefônica Brasil. A companhia teve recuperação das receitas em telefonia móvel — no segmento pré-pago e pós-pago. Com relação ao lucro líquido, o valor chegou a R$ 1,3 bilhão.

Em relatório, a Ágora informa que o ativo VIVT3 está descontado. Ele está negociando um múltiplo que representa um desconto de aproximadamente 20% em comparação à sua média de cinco anos.

  • EDP (ENBR3) – rentabilidade de 6,75%

Via Estadão, o CEO da Planner Corretora, Alan Gandelman, afirma que os resultados da EDP Brasil foram impulsionados pela crise hídrica. Como este cenário tornou a energia mais cara, a lucratividade dessas empresas passou a melhorar.

  • JBS (JBSS3) – rentabilidade de 5,34%

No caso dos papéis da JBS, o desempenho mensal foi influenciado, principalmente, por conta da valorização do dólar.

Ao Estadão, o sócio e head de renda variável da Monte Bravo Investimentos, Bruno Madruga, alega que a companhia possui fortes ligações com o mercado norte-americano. Com isso, houve compensação as restrições da China sobre as importações de carne do Brasil.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.