Lista de benefícios do Auxílio Brasil podem aumentar e chegar a R$ 1.000,00

O governo federal está elaborando um novo texto referente ao valor do Auxílio Brasil. Ele deve ser divulgado nas próximas semanas com todas as regras da primeira etapa do programa que deve iniciar no mês de novembro.

Lista de benefícios do Auxílio Brasil podem aumentar e chegar a R$ 1.000,00
Lista de benefícios do Auxílio Brasil podem aumentar e chegar a R$ 1.000,00 (Foto: FDR)

O novo programa promete um reajuste de até 20% do valor do benefício que é pago pelo Bolsa Família. O Auxílio Brasil deve ainda contemplar mais de 17 milhões de famílias, ou seja, 2,4 milhões a mais que o Bolsa Família. 

O texto está sendo elaborado e só será oficial em janeiro de 2022, quando o programa começar de fato.

Isso pois, o governo realmente quer começar os pagamentos do Auxílio Brasil nos meses de novembro e dezembro, mas não será possível realizar o pagamento do valor de R$400 de acordo com o prometido.

Após a última parcela do auxílio emergencial, serão pagas duas parcelas no valor de cerca de R$230.

O valor oferecido é uma espécie de auxílio de transição, ou seja, uma forma de atender a população que recebe auxílio emergencial, mas não vai receber o Auxílio Brasil em janeiro de 2022.

Essa ampliação do número de beneficiários faz com que fique mais difícil disponibilizar uma quantia maior para todo esse montante.

A dificuldade para custear as parcelas em um valor fixo para as fases do auxílio estão condicionadas ao fato do Governo Federal ainda não ter determinado o financiamento do programa.

Bônus que podem aumentar o valor Auxílio Brasil

A proposta é que os benefícios fiquem assim:

  • Benefício Primeira Infância: R$ 90,00 por mês, por integrante, até o limite de 5 pessoas por família;
  • Benefício Composição Familiar: R$ 45,00 por mês, por integrante, até o limite de 5 pessoas por família;
  • Benefício de Superação da Extrema Pobreza: calculado por integrante e pago por família. Considera a diferença entre o valor da linha de extrema pobreza e a renda mensal per capita da família e será de no mínimo R$ 10 por integrante familiar;
  • Benefício Compensatório de Transição: pago por família, para que o Auxílio Brasil não seja menor que o Bolsa Família;
  • Auxílio Esporte Escolar: 12 parcelas mensais de R$ 100,00 e uma parcela única de R$ 1.000,00 por família;
  • Bolsa de Iniciação Científica Júnior: 12 parcelas mensais de R$ 100,00 e uma parcela única de R$ 1.000,00 por família;
  • Auxílio Criança Cidadã: R$ 200,00 por mês para crianças matriculadas em creches de turno parcial R$ 300,00 por mês para crianças matriculadas em creches de turno integral;​​
  • Auxílio Inclusão Produtiva Rural: R$ 200,00 por mês para famílias de agricultores familiares;
  • Auxílio Inclusão Produtiva Urbana: R$ 200,00 por mês para famílias com integrantes que comprovem vínculo de emprego formal.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Há dois anos é redatora do portal FDR, onde acumula bastante experiência em produção de notícias sobre economia popular e finanças.