5 acontecimentos que vão impactar o mercado financeiro nesta quarta

Depois de fechar em queda de mais de 2% ontem (26), o pregão do Ibovespa, o principal índice da Bolsa de Valores brasileira, desta quarta-feira promete ser movimentado. Entre os acontecimentos que devem impactar o mercado, estão as expectativas pela decisão da taxa de juros pelo Comitê de Política Monetária (Copom). Confira cinco destaques que vão influenciar a Bolsa de Valores hoje:

1. Bolsas mundiais:

A divulgação dos resultados trimestrais das empresas americanas, especialmente as gigantes de tecnologia, tem mexido com os índices americanos nos últimos dias. Nesta manhã, Dow Jones operava com leve queda de 0,08%, enquanto S&P 500 operava em 0,09%. A Nasdaq, índice das empresas de tecnologia listadas na Bolsa de Nova York, registrava alta de +0,45% às 11h.

Na terça (26), Microsoft e Alphabet, dona do Google, divulgaram seus resultados, superando as expectativas. Nesta quarta-feira é a vez de Coca-Cola, McDonald’s e General Motors divulgarem também seus resultados. 

2. PEC dos precatórios

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, declarou ontem que o texto-base da Proposta de Emenda à Constituição dos Precatórios (PEC) pode estar pronto para ser votado ainda nesta semana. 

Recentemente, o governo adiou a votação da PEC para incluir uma medida que dribla o teto de gastos. A folga fiscal permitiria ao governo bancar o Auxílio Brasil, programa substituto do Bolsa Família, no valor de R$ 400. 

3. Números da Covid e CPI da pandemia

Na terça (26), a média móvel de mortes por Covid em 7 dias no Brasil ficou em 342. O número representa uma alta de 7% em comparação com o patamar de 14 dias antes. Em apenas um dia, foram registradas 409 mortes, primeira alta desde 26 de setembro. 

Nesta semana, a Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) aprovou a flexibilização do uso da máscara no Estado. A medida será encaminhada à Secretaria Estadual de Saúde para definição dos parâmetros para o fim da obrigatoriedade do uso da proteção facial.

Além disso, a CPI da Covid no Senado aprovou o pedido de quebra de sigilo telemático do presidente Jair Bolsonaro após ele divulgar em transmissão ao vivo nas redes sociais notícias falsas associando as vacinas à Aids.

A CPI também aprovou o relatório final que pede o indiciamento de Bolsonaro por nove crimes, além de outras 77 pessoas físicas e duas empresas por erros na condução da pandemia no país.

Foram 7 votos a 4 à favor do relatório do senador Renan Calheiros.

4. Agenda

O grande assunto de hoje é o Copom, que anunciará a sua decisão a partir das 18h30 (horário de Brasília). A expectativa dos economistas é de uma aceleração no ritmo de alta da Selic entre 1,25 ponto e 1,5 ponto percentual. A projeção leva em consideração o aumento da prévia da inflação, divulgada ontem no IPCA-15 e o drible no teto de gastos anunciado na semana passada pelo governo.

Confira a agenda para hoje:

Brasil

9h: Índice de Preços ao Produtor (IPP) relativo a setembro

9h: Taxa de desemprego de agosto divulgada pelo IBGE com a Pnad Contínua, com consenso Refinitiv de taxa a 13,4%

14h30: Fluxo cambial semanal

14h30: Tesouro divulga o relatório mensal da dívida de setembro

18h: Decisão da taxa de juros Selic

5. Balanços corporativos

Esta semana também abre a temporada de resultados das empresas, com a divulgação dos números do Santander, Marfrig e Banco Inter. 

O Santander registrou lucro gerencial de R$ 4,34 bilhões no terceiro trimestre de 2021. O número representa um crescimento de 12,5% em relação ao mesmo período do ano passado. O lucro societário atingiu R$ 4,272 bilhões no período. 

Nesta semana foi aprovada a distribuição de R$ 3 bilhões de dividendos referente ao terceiro trimestre de 2021, com pagamento a partir de 3 de dezembro. 

Já a companhia de energia Enel registrou lucro líquido de R$ 353,6 milhões no terceiro trimestre de 2021. O número representa mais do que o dobro dos R$ 159,3 milhões em igual período de 2020. 

E a Marfrig reportou um lucro líquido de R$ 1,7 bilhão no balanço deste trimestre. Foi um desempenho 148,7% superior na comparação com o ano passado. 

 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Micaela Santos
Jornalista formada pela Universidade São Judas. Foi repórter da Agência Mural de Jornalismo das Periferias e da Época Negócios, revista de negócios e inovação da Editora Globo. Tem experiência na cobertura de tecnologia, negócios, carreira, economia e finanças.