Elon Musk pode perder US$ 10 bi por ano com novo ‘imposto dos bilionários’

Elon Musk, CEO da Tesla, pode perder cerca de US$10 bilhões por ano de sua fortuna por conta de um novo projeto de lei do partido Democrata americano, de acordo com o portal Business Insider. Com isso, em 5 anos, o empresário teria perdido por volta de US$ 50 bilhões. Saiba mais.

O empresário, segundo a Bloomberg, é o homem mais rico do mundo com uma fortuna estimada em US$ 289 bilhões. Apenas no último ano, Musk ficou US$ 119 bilhões mais rico.

Através de sua conta no Twitter, ele teceu críticas à proposta dos Democratas que trata de uma cobrança mais elevada dos ricos como forma de arcar com os custos da expansão da rede de segurança. “Em algum momento, eles vão ficar sem dinheiro e vão vir atrás de você também”, afirmou ele, se referindo aos senadores.

Porém, nem tudo está sendo uma tempestade para o empresário. Na última segunda (25) a Tesla se tornou uma das empresas avaliadas a US$ 1 trilhão. Isto aconteceu após a companhia de aluguel de carros Hertz encomendar 100 mil veículos da montadora para “eletrificar” a sua frota.

Isto fez com que a fortuna de Elon crescesse por volta de US$ 25,6 bilhões apenas neste dia, segundo a Forbes. Caso ele tivesse que pagar tributos previstos pelos democratas em 2021, ainda sobrariam US$ 15,6 bilhões.

Novo imposto 

Está sendo discutido pelos congressistas americanos a criação de um novo imposto sobre grandes fortunas. O objetivo deste tributo é o de financiar os planos de investimentos e gastos sociais que foram propostos pelo presidente Joe Biden.

De acordo com a proposta apresentada pelos Democratas, é prevista a taxação daqueles que possuem uma renda anual maior que US$ 100 milhões ou com mais de US$ 1 bilhão em ativos por três anos. 

Com isso, além de Musk, Jeff Bezos e Mark Zuckerberg, donos da Amazon e do Facebook, respectivamente, podem ser atingidos. 

Ron Wyder foi o responsável pela apresentação do projeto no senado. Seria cobrada uma taxa de 23,8% sobre ativos negociáveis, como ações na Bolsa, que seriam avaliados todos os anos, e os bilionários seriam tributados sobre seus possíveis ganhos.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.