Após a China confirmar vacinação para crianças acima de 3 anos, Brasil tem previsão?

A China irá iniciar a vacinação contra a Covid-19 em crianças de 3 a 11 anos. O país já vacinou 1,07 bilhão de pessoas, o que corresponde a 76% de toda a população de 1,4 bilhão. A estimativa é que todos estejam protegidos antes das Olimpíadas de Pequim, em fevereiro.

No mês de junho, a China aprovou duas vacinas, Sinopharm, do Instituto de Produtos Biológicos de Pequim, e Sinovac, para ser aplicada em crianças e adolescentes com idade entre 3 e 17 anos.

Em agosto, os reguladores aprovaram outra vacina da Sinopharm, desenvolvida pelo Instituto de Produtos Biológicos de Wuhan, para uso em crianças. Com isso, o país realiza a campanha de vacinação com três imunizantes.

A vacinação tem como base os resultados obtidos na fase 2. Porém, segundo a farmacêutica chinesa o estudo aponta a eficácia e segurança nessa faixa etária. São esperados os resultados da 3ª fase que serão mais conclusivos.

Diante dessa nova campanha de vacinação nacional, há a expectativa para que o Brasil também inicie a imunização das crianças de 3 a 11 anos. Porém, por enquanto, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) não aprovou nenhuma vacina.

A Anvisa negou, no mês de agosto, o pedido feito pelo Instituto Butantan de uso da vacina CoronaVac para a faixa de 3 a 17 anos. Por enquanto, apenas a vacina Pfizer/BioNTech tem autorização para ser usada na vacinação dos adolescentes de 12 anos a 17 anos.

A farmacêutica informou, no mês de maio, que já há estudos e testes em andamento em crianças de 6 meses a 11 anos de idade. Nos últimos dias, a BioNTech declarou que sua vacina é segura e 90,7% eficaz contra a Covid-19 sintomática em crianças de 5 a 11 anos.

A Janssen tem autorização da Anvisa para o estudo clínico de sua vacina com menores de idade. De acordo com a agência, “O estudo da Janssen [no Brasil] envolve dois braços de pesquisa específicos, um com pessoas de 12 a 18 anos e outro com menores de 12 anos. O estudo está em andamento”.

Por enquanto, a maioria dos municípios brasileiros está aplicando a 1ª dose da vacina contra a COVID-19 nos adolescentes de 12 a 17 anos, de forma gradual e decrescente. Além disso, há regiões que ampliaram a faixa etária para as crianças de 11 anos.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Glaucia Alves
Gláucia Alves é formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Atuou na área acadêmica durante 8 anos. Em 2020 começou a trabalhar como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR, produzindo conteúdo sobre economia e direitos da população brasileira, onde já acumula anos de pesquisa e experiência. Além de realizar consultoria de redação on-line.