Procon-RJ anuncia criação de site para comparar preços da cesta básica

Procon do Rio de Janeiro anunciou que irá criar um site para pesquisas sobre o preço da cesta básica. Com o objetivo de auxiliar a população na hora de fazer feira, o órgão informou que disponibilizará uma plataforma para a consulta dos valores. Ela ficará disponível ainda neste mês.

Atualmente, fazer feira tem sido uma grande dor de cabeça para parte significativa da população. Com os produtos em preços absurdamente altos, diante do cenário de crise e inflação, o Procon RJ vai lançar um site para a consulta das taxações.

Como funciona o site de consulta do Procon RJ?

A ideia é permitir que o cidadão possa fazer pesquisa de preço e assim saber se está sendo assediado ou não. A plataforma ficará disponível a partir do próximo dia 29, incluindo as tarifas dos principais supermercados do estado.

Para realizar o serviço, os colaboradores do Procon-RJ foram até as ruas checar o preço dos produtos. Entre os mais procurados estão o arroz e o feijão, com uma alta significativa na comercialização.

Até o momento já foram monitorados 26 estabelecimentos do Rio de Janeiro, Macaé, Campos dos Goytacazes, Niterói, Nova Iguaçu, Nilópolis e Nova Friburgo estão sendo pesquisados.

De acordo com o secretário estadual de defesa do consumidor, Leonardo Vieira, a pesquisa vai ser realizada mediante a aprovação da lei que regula o ICMS na região. Ela tem como objetivo minimizar as taxações abusivas por parte dos comerciantes.

— A alta no preço dos alimentos está afetando diretamente as famílias fluminenses. Com a pesquisa, queremos saber se houve redução ou estabilidade no preço do arroz e feijão. Ela também vai servir de base para os consumidores identificarem onde comprar mais barato e ainda estimular a concorrência — afirmou o presidente do Procon-RJ, Cássio Coelho.

É válido ressaltar que a Lei 9.391/2021, que isenta a cobrança do ICMS sobre a venda de arroz e feijão dentro do Estado do Rio, está em funcionamento desde o dia 6 de outubro, mediante a aprovação do governador Cláudio Castro.

Seu texto é de autoria do deputado Rosenverg Reis (MDB), que justificou sua adoção afirmando que no atual momento de crise se faz necessário isentar a carga tributária dos alimentos.

“A lei vai beneficiar as pessoas em especial neste momento de dificuldades econômicas que a população do estado vive por causa da pandemia do coronavírus”, ressaltou o parlamentar.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.