O que é o teto de gastos que impede criação do Auxílio Brasil de R$ 400?

O teto de gastos foi criado pela Emenda Constitucional 95, de dezembro de 2016, e passou a vigorar em 2017. Com isso, limitou o crescimento de despesas no orçamento da União, de acordo com a inflação do ano anterior.

O que é o teto de gastos que impede criação do Auxílio Brasil de R$ 400?
O que é o teto de gastos que impede criação do Auxílio Brasil de R$ 400? (Imagem: FDR)

Com o teto de gastos as despesas do governo e os órgãos ligados a ele só podem aumentar anualmente o equivalente à inflação do ano anterior. Sendo assim, o reajuste deve ser feito pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), acumulado em 12 meses até o mês de junho.

O teto de gastos será válido por 20 anos, podendo ser revista a partir do 10º ano, ou seja, em 2027. Nesse sentido, o mecanismo congela os gastos pelos 20 anos. A ideia é que as despesas fiquem menores em relação ao PIB que continua crescendo.

Os gastos governamentais incluem os orçamentos de cada um dos ministérios, o Judiciário federal, o Congresso, os salários de servidores e os benefícios sociais. Além disso, entra na lista investimentos, como os de infraestrutura.

Teto de gastos no Auxílio Brasil

Diante disso, a equipe econômica está com dificuldade em encontrar espaço para bancar o Auxílio Brasil, programa que visa substituir e ampliar o Bolsa Família. Uma das sugestões do ministro da Economia, Paulo Guedes, foi acabar com o teto de gastos.

Porém, como foi visto esse estará em vigor até 2037, só podendo ser revisto em 2027. Por esse motivo, outra sugestão é usar R$ 30 bilhões fora do teto de gastos. Com isso, será possível pagar um benefício de R$ 400.

Guedes afirmou que essa ação é necessária, já que o Senado Federal ainda não aprovou a reforma do Imposto de Renda. O pagamento do benefício de R$ 400 será temporário e terá como intuito atender às famílias mais pobres, afetadas pela inflação.

Para furar o teto de gastos, o governo deve pedir um “waiver” (perdão temporário) para assim, torna viável o novo programa social, afirmou Guedes. O ministro também falou que há a possibilidade de pedir ao Congresso Nacional a antecipação da revisão do teto de gastos.

O Auxílio Brasil irá ampliar o número de beneficiários do Bolsa Família que hoje é de 14,6 milhões para mais 2 milhões. Além disso, irá aumentar o valor médio de pagamento que atualmente é de R$ 192 para R$ 400.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Glaucia Alves
Gláucia Alves é formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Atuou na área acadêmica durante 8 anos. Em 2020 começou a trabalhar como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR, produzindo conteúdo sobre economia e direitos da população brasileira, onde já acumula anos de pesquisa e experiência. Além de realizar consultoria de redação on-line.