Lojistas temem greve dos caminhoneiros antes das vendas da Black Friday

A partir de 1º de novembro, os caminhoneiros prometem paralisação se o governo não atender as reivindicações impostas. Por conta da possibilidade de greve dos caminhoneiros, os lojistas podem ser impactados em meio à Black Friday. A edição deste evento de promoções acontecerá no dia 26 de novembro.

No último final de semana, no Rio de Janeiro, entidades que representam caminhoneiros decidiram que realizarão greve — caso o governo não atenda uma lista de demandas da categoria. Com isso, os caminhoneiros estão em estado de greve.

As reivindicações incluem a diminuição do valor do diesel, o estabelecimento do frete mínimo e a revisão da política de preços da Petrobras.

Os caminhoneiros estabeleceram o prazo de 15 dias para que o governo atenda as solicitações. Neste encontro, as entidades que fizeram parte foram:

  • Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transportes e Logística (CNTTL);
  • Conselho Nacional do Transporte Rodoviário de Cargas (CNTRC); e
  • Associação Brasileira de Condutores de Veículos Automotores (Abrava).

Possível impacto da greve dos caminhoneiros em meio à Black Friday

Ao jornal A Voz da Serra, o bacharel em Direito, Lucas Barros, afirma que uma possível greve pode causar impactos negativos ao comércio durante a Black Friday. Nessa data, os lojistas costumam vender uma parte considerável dos estoques.

Diante disso, a paralisação pode provocar o desabastecimento de eletrônicos — que é a principal mercadoria comercializada.

Ao TecMundo, o diretor de Vendas e CS da Manhattan Associates Brasil, Marco Beczkowski, alega que o maior desafio logístico do varejo para a Black Friday é tem um bom abastecimento com os produtos e quantidades certas — um processo que acontece meses antes do evento de compras.

Outro desafio indicado é escoar os pedidos em um curto tempo, imediatamente após a data da Black Friday.

Por conta da distância da data, Marco acredita que não haverá muito impacto. Contudo, ele ressalta que a influência dependerá da abrangência, profundidade e resposta do governo à possível greve.

Por fim, o diretor alega que o comércio pela internet está maduro no país. Por conta de que estratégias como a venda de estoque futuro não são comuns no mercado, os consumidores e empresários tendem a ficar mais tranquilos.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.