Por que você deve largar de vez a poupança e começar a investir de forma rentável e segura

A poupança continua sendo a queridinha de grande parte dos brasileiros. Tendo representado 36,9% do total de aplicações financeiras no primeiro semestre de 2021.

A facilidade para investir e a cultura de que este é o investimento mais seguro de todos justificam este cenário. Porém, o que poucas pessoas sabem é que quem investe na poupança pode estar perdendo dinheiro.

Com a inflação acumulada de 10,25%, a rentabilidade da caderneta ficou negativa em 7,46% nos 12 últimos meses, segundo dados da provedora de informações financeiras Economatica.

Eu já abordei o tema da inflação aqui na coluna, se você ainda tem dúvidas sobre esse assunto, poderá conferir o artigo “Por que os alimentos estão tão caros? Itens básicos sobem e apertam orçamento”.

De acordo com a regra em vigor desde 2012, quando a taxa Selic (taxa de juros básica da economia brasileira) está abaixo de 8,5%, a correção anual da caderneta de poupança é limitada a um percentual equivalente a 70% dos juros básicos mais a Taxa Referencial (TR, que está em zero desde 2017).

Atualmente, a Selic está em 6,25%, logo, o rendimento da poupança é de 4,375% ao ano. Já o IPCA (Índice de Preços do Consumidor Amplo), que é um dos principais indicadores que medem a inflação, já acumula 10,25% em 12 meses. 

Isso significaria dizer que caso você tivesse aplicado R$1.000,00 na poupança, ao final de 1 ano, você teria acumulado R$1.043,75.

Porém, devido à inflação, para conseguir comprar os mesmos produtos que você comprava há um ano atrás, você precisaria agora dispor de R$1.102,50, pois R$1.000,00 não seria mais suficiente. 

Ou seja, o seu dinheiro rendeu R$58,75 a menos que a inflação. Logo, conclui-se que você perdeu dinheiro.

Se o seu objetivo é multiplicar o seu dinheiro e não apenas poupar, o seu objetivo nos investimentos deverá ser conseguir rentabilidades que superem a valorização da inflação (geralmente taxas que pagam IPCA + um valor em percentual). 

No mercado financeiro, existem muitos investimentos mais rentáveis que a poupança e igualmente seguros. Para te ajudar, veja abaixo 4 desses investimentos. Para todas estas opções, será necessário que você abra uma conta em uma corretora de valores. 

1 – Tesouro direto

O Tesouro Direto é uma das opções de investimentos mais rentáveis que a poupança e muito mais seguro que ela, pois neste caso você está adquirindo títulos da dívida pública.

Ou seja, é como se você fizesse um empréstimo para o Governo Federal para que ele possa realizar obras de infraestrutura, comprar equipamentos e realizar diversas de suas ações.

Como contrapartida, o investidor recebe o dinheiro emprestado de volta, em uma data definida no momento da compra, de forma corrigida e com o acréscimo de um percentual de juros, o que consiste no rendimento dessa aplicação financeira.

Os títulos do Tesouro são chamados de investimentos livres de risco, já que é praticamente impossível o Governo Federal não honrar com o compromisso de pagar seus investidores, ainda que o país enfrente uma crise econômica.

Para saber mais sobre como investir nesse tipo de aplicação, acesse o site oficial do Tesouro Direto.

2 – Letra de Crédito Imobiliária – LCI

As LCIs (Letras de Crédito Imobiliário) são aplicações financeiras que financiam o mercado imobiliário e além de ter uma boa rentabilidade, também possuem outros atrativos.

Primeiramente, elas são protegidas pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC), que é uma associação civil sem fins lucrativos que tem como objetivo prestar garantia de créditos aos clientes das instituições participantes do fundo. 

O Fundo garante que o investidor não sofrerá prejuízos financeiros caso a instituição emissora do título venha à falência. Os valores garantidos são de até 250 mil reais por instituição financeira e CPF (com um limite de até 1 milhão de reais por 4 anos).

Além disso, as LCIs são isentas de Imposto de Renda, porém este benefício deve ser avaliado comparando as demais opções de investimento, uma vez que existem no mercado diversas opções de aplicações financeiras que ainda que sejam tributadas, podem ser mais rentáveis. 

3 – Letra de Crédito do Agronegócio – LCA

A LCA (Letra de Crédito do Agronegócio) também é uma opção de investimento mais rentável e com um risco tão baixo quanto o da poupança, pois também conta com a garantia do FGC.

Destina-se ao financiamento do setor de agronegócio. É bastante semelhante à LCI, possuindo também a isenção do Imposto de Renda.

4 – Certificado de Depósito Bancário – CDB

O CDB, Certificado de Depósito Bancário, também conta com a segurança do FGC, porém possui uma rentabilidade muito superior à da poupança.

Apesar de haver incidência de Imposto de Renda sobre o rendimento, as rentabilidades costumam ser vantajosas e justificam a sua aplicação. 

Ao adquirir CDBs, você estará financiando os bancos, que por sua vez, irão usar esses valores para conceder linhas de crédito aos clientes.

Na data de vencimento do título, você receberá seu dinheiro de volta corrigido e com o acréscimo da taxa de juros acordada.

No artigo de hoje, você conheceu 4 opções de investimentos mais rentáveis e tão seguras quanto a poupança.

Se você gostou e quer aprender mais dicas para ter uma vida financeira mais saudável, continue acompanhando os conteúdos da coluna Interpretando e confira também os vídeos no nosso canal no YouTube.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Karem Ochsendorf
Formada em Engenharia Elétrica com ênfase em Telecomunicações, e graduanda em Filosofia. Atualmente, pesquisa e trabalha como Educadora Financeira com mais de 10 anos de experiência no mercado. No FDR, possui sua própria coluna com dicas e orientações sobre como lidar com as finanças de maneira positiva.