Seguro PIX do Mercado Pago vai pagar até R$ 10 mil em cada indenização

Na última semana, o Mercado Pago anunciou o lançamento de um novo seguro para proteger os usuários de transações indevidas realizadas via PIX. A novidade é lançada em um cenário de aumento de golpes e crimes ligados a nova forma de pagamento criada pelo Banco Central.

Seguro PIX do Mercado Pago vai pagar até R$ 10 mil em cada indenização
Seguro PIX do Mercado Pago vai pagar até R$ 10 mil em cada indenização (Imagem: Montagem / FDR)

Os usuários do Mercado Pago podem contratar o novo serviço e contar com indenizações de até R$10 mil por mês contra perdas que envolvem envios feitos sob coação.

O seguro irá proteger os consumidores de crimes em que a vítima acaba efetuando transações via PIX mediante coação. O novo serviço foi criado juntamente com a BNP Paribas Cardif e será oferecido para cerca de 11 milhões de clientes dos cartões e contas Mercado Pago.

Serão ofertados dois planos para os usuários. O primeiro deles tem o valor de R$3,50 por mês e protege o usuário de perdas de até R$5 mil ao mês decorrentes de crimes ligados ao PIX. 

Já a segunda opção, custa R$5 por mês, e o valor indenizado dobra, indo para R$10 mil por mês. O serviço integra um pacote que também oferecerá cobertura contra perda, roubo, morte ou invalidez em decorrência de crime.

Seguro somente para PIX com coação 

Porém, o seguro cobre apenas os casos em que o cliente fez uma transação via PIX em decorrência de ameaça de danos físicos. Também é coberto pelo serviço os saques em caixas eletrônicos sob coação e roubo do cartão, porém os crimes devem ser notificados no prazo estipulado.

O presidente do Mercado Pago, Túlio Oliveira, disse que os clientes vinham realizando consultas a respeito deste tipo de serviço, em especial durante a pandemia do coronavírus. 

Através de nota, Túlio afirmou que o medo das pessoas de se tornarem alvos de criminosos e serem forçados a realizarem múltiplas transferências instantâneas via PIX, vem crescendo.

PIX

Pix é o meio de pagamento eletrônico instantâneo, gratuito e com segurança, do Brasil. A iniciação de um Pix para uma pessoa física é gratuita. Foi lançado oficialmente no dia 5 de outubro de 2020 com início de funcionamento integral em 16 de novembro de 2020.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.