Inscrições na CNH Social do Ceará voltam após estabilidade do site; como participar?

A plataforma da CNH Social do Ceará ficou indisponível por alguns dias, mas agora voltou a funcionar normalmente. Com isso, os candidatos podem se inscrever para participar do processo seletivo que oferece a Carteira Nacional de Habilitação totalmente gratuita.

A CNH Social do Ceará foi anunciada pelo governador Camilo Santana no dia 13 de outubro. Porém, desde então os candidatos relataram problemas para acessar a plataforma. Com isso, na última segunda-feira (18), o Detran-CE, responsável pelo cadastro, informou que o site está disponível.

A página da CNH Social do Ceará está com lentidão, mesmo assim é possível realizar o cadastro. O Departamento de Trânsito do Ceará informou que a lentidão é devido ao grande número de acessos. Diante disso, o Detran-CE informou que está trabalhando para solucionar o tráfego do site.

A CNH Social do Ceará irá fornecer 25 mil habilitações, sendo 20 mil carteiras para o interior e outras 5 mil para Fortaleza.

Inscrições CNH Social no Ceará

O link para as inscrições da CNH Popular está disponível no site do Detran-CE. Para isso, basta seguir o passo a passo abaixo:

  • Acesse o site do Detran-CE;
  • Clique em “habilitação”;
  • Em seguida, selecione “CNH popular”;
  • Escolha a forma de acesso (primeira habilitação);
  • Informar o número do CPF;
  • Em seguida, confirme;
  • Após isso, será apresentado um formulário que solicitará dados como contato e profissão;
  • Agora anexe os documentos (comprovante de residência, identidade, NIS, CPF);
  • Por fim, confirme o cadastro.

Pronto, a inscrição será analisada pela comissão, sendo que os candidatos podem acompanhar o status de seu pedido pelo próprio site. Além disso, será enviado para o e-mail a situação do cadastro.

O programa foi criado em 2009 e tem como objetivo oferecer a CNH gratuita, nas categorias A (moto) ou B (automóvel), para as pessoas de baixa renda. Sendo assim, é destinado às pessoas com deficiência, beneficiários do programa Bolsa Família e pessoas egressas do sistema penitenciário.

De acordo com o governo estadual, desde a sua criação, o programa já contemplou 139 mil pessoas. Além de ter direito a todas as aulas e documentações gratuitas, aqueles que se habilitam na categoria A recebem um capacete. A iniciativa está prevista na Lei nº 15.931 de dezembro de 2015.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Glaucia Alves
Gláucia Alves é formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Atuou na área acadêmica durante 8 anos. Em 2020 começou a trabalhar como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR, produzindo conteúdo sobre economia e direitos da população brasileira, onde já acumula anos de pesquisa e experiência. Além de realizar consultoria de redação on-line.