São Paulo e Rio de Janeiro confirmam volta às aulas presenciais para esta segunda-feira (18)

Os estados de São Paulo e Rio de Janeiro anunciaram que vão retomar as aulas presenciais nesta segunda-feira (18). Saiba aqui como será essa retomada, quais as medidas que serão adotadas para manter os níveis de contágio pelo coronavírus caindo.

São Paulo

Na coletiva de quarta-feira (13), o governo de São Paulo anunciou que as aulas voltaram a ser obrigatórias nesta segunda-feira (18), essa volta será de 100% dos alunos. A exigência vale para escolhas privadas, porém, o seu prazo de retorno será definido pelo Conselho de Educação.

Segundo o secretário de Educação, Rossieli Soares, os estudantes que podem deixar de frequentar as escolas devem apresentar uma justificativa médica ou fazer parte do grupo de exceções definidos:

  • Gestantes e puérperas
  • Comorbidades com idade a partir de 12 anos que não tenham completado ciclo vacinal contra a Covid
  • Menores de 12 anos que pertencem a grupos de risco para a Covid e ou condição de saúde de maior fragilidade

Quais as regras?

De acordo com a Secretaria de Educação, o distanciamento entre as carteiras será inicialmente mantido, porém no dia 3 de novembro deixará de ser exigido.

O uso de máscara por parte de estudantes e funcionários permanece obrigatório para todos. Assim como a utilização de álcool em gel nas escolas e equipamentos de proteção individual por parte de professores e demais funcionários.

Rio de Janeiro

As escolas da rede municipal do Rio de Janeiro voltam às aulas presenciais em duas etapas, após dia 18 de outubro. Assim, o esquema funcionará em duas etapas. As turmas são divididas em dois grupos e cada uma frequenta a escola em semanas alternadas.

Os alunos da pré-escola, 1º, 2º, 5º e 9º anos e Carioca II, programa de aceleração do ensino começam a partir de amanhã (18).

No dia 25 será a vez dos estudantes da creche, 3º, 4º, 6º, 7º e 8º anos do ensino fundamental, além da Educação de Jovens e Adultos (EJA) e das classes especiais.

De acordo com a  Secretaria de Estado de Educação (Seeduc), as escolas da rede estadual estão ofertando o modelo de ensino híbrido, “com aulas remotas e também presenciais para todos os alunos que optarem por essa modalidade”, a critério dos estudantes ou dos responsáveis.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Há dois anos é redatora do portal FDR, onde acumula bastante experiência em produção de notícias sobre economia popular e finanças.