Quer começar a investir? Escolha estas opções isentas no Imposto de Renda

Se você quer começar a investir, há a possibilidade de realizar investimentos que são isentos do Imposto de Renda (IR). Saiba aqui quais as opções e a melhor forma de fazer seu dinheiro render.

publicidade

Debênture incentivadas

Os investimentos são lançados por empresas que desejam realizar obras, assim como os serviços de infraestrutura no país, como nos aeroportos e estradas. Por conta disso, o governo federal optou por isentar o investimento de cobrando do IR.

Letra de Crédito Imobiliário (LCI)

A modalidade de investimento em renda fixa é composta por créditos dentro do mercado imobiliário. 

Letra de Crédito do Agronegócio (LCA)

Esse investimento é de créditos dentro do mercado da agricultura.

publicidade

Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI)

Os investimentos lastreados em imóveis e emitidos por companhias securitizadoras.

Certificados de Recebíveis do Agronegócio (CRA)

Os investimentos são da mesma família da CRI e assim como eles, a aplicação é lastreada em recebíveis originados de negócios entre os produtores rurais e cooperativas, ou seja, de agronegócio.

Ações

Ao comprar uma ação, o investidor está comprando uma pequena parte de uma empresa grande, por exemplo, Coca-Cola. 

O retorno financeiro para o investidor vai depender do desempenho operacional da companhia. Caso ela tenha uma performance, os papéis tendem a valorizar.

Fundo de Investimento Imobiliário (FII)

O Fundo é um instrumento mais eficiente para qualquer investidor que planeja ter acesso a negócios de base imobiliária  de uma forma fácil, rápida e com pouco capital para investimento inicial.

Em boa parte dos casos o investimento é melhor do que realizar a compra de imóvel, essa é uma alternativa para aqueles que não possuem muito dinheiro disponível para realizar o investimento. 

publicidade

Como investir?

Há alguns investimentos que são destinados para o perfil deste investidores e as corretoras podem ajudá-los a encontrar aquele que atende às suas necessidades.

Primeiro é preciso definir qual instrumento financeiro deseja negociar e logo depois fazer uma busca pelo corretor para seu perfil. Antes de começar a investir é preciso definir alguns pontos e tê-los bem claros.

Objetivos e horizonte de tempo

Defina a sua meta ao investir e quanto tempo você possui para investir antes de alcançar essa meta. Caso seu tempo seja curto, investir pode não ser uma boa opção para você.

publicidade

Tolerância e diversificação

Os investimentos possuem nível de risco e o mercado é muito volátil, ou seja, tem subidas e quedas ao longo do tempo. 

Avalie o quanto é confortável para você lidar com o risco ou com a volatilidade.

Determine o tempo para investir  

Estipule quanto tempo você deseja ter o dinheiro de volta, esses prazos variam de acordo com os objetivos e afeta o tipo de risco que é preciso assumir.

publicidade

Elabore um plano de investimento

Após definir suas necessidades e os objetivos, determinado os riscos que pode assumir é preciso fazer um plano de investimento. 

O planejamento vai ajudar a identificar os tipos de produtos que são adequados para o perfil de cada investidor. Uma boa opção é começar pelos investimentos de baixo risco.

publicidade

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Há dois anos é redatora do portal FDR, onde acumula bastante experiência em produção de notícias sobre economia popular e finanças.