Criptomoeda-meme dispara e investidores têm lucro surpreendente

No mercado das moedas digitais, as criptomoedas-meme vêm ganhando destaque. Neste grupo, a shiba inu (SHIB) aparece como um dos principais representantes. Essa criptomoeda-meme, que tem o nome inspirado em uma raça de cachorro tem apresentado valorização considerável recentemente.

Desde o anúncio da listagem na Coinbase, em setembro, a shiba inu vem apresentando uma tendência de valorização. Desde então, a criptomoeda teve alta de 400%, de acordo com o BeInCrypto.

Mesmo que ela tenha sofrido uma correção nos últimos dias, esse token ainda foi o ativo cripto com maior valorização na semana. Como fatores para o resultado positivo, estão os comentários de Elon Musk, a queima de seus tokens e o anúncio de uma coleção oficial em NFT.

Recentemente, a shiba inu teve uma disparada repentina, que pode ter sido causada por um único investidor.

No final de setembro, uma única carteira comprou mais de 6 trilhões de SHIB, conforme levantado pelo WhaleStats — que monitora os mil endereços mais ricos na rede Ethereum. Naquela ocasião, essas unidades da criptomoeda eram avaliadas em US$ 43,8 milhões.

De acordo com o CoinGecko, o token ocupa a décima-segunda posição entre as criptomoedas mais valiosas do mundo. A sua capitalização no mercado está acima de US$ 14 bilhões. Em 24 horas, o volume registrado foi de US$ 1,356 milhão.

A criptomoeda-meme shiba inu (SHIB)

Fundada em agosto do ano passado, por um criador anônimo chamado “Ryoshi”, a shiba inu é um token de baixo valor de mercado. Sendo assim, com pouco dinheiro, o investidor tem a possibilidade de comprar diversas unidades de SHIB.

Por conta disso, um investidor, com grande peso no mercado, tem a capacidade de causar movimentos bruscos de valores dessa criptomoeda. Assim como acontece com os demais criptoativos, o preço da shiba inu varia conforme a oferta e demanda.

Caso continue existindo pessoas dispostas a apostar nessa cripto-moeda meme, a tendência é de se manter a valorização. No entanto, vale destacar que os riscos são muito maiores — por não oferecer soluções para dificuldades do mundo real, conforme avaliado pelo Exame.

Essa moeda digital surgiu na onda da dogecoin, a cripomoeda-meme mais conhecida atualmente. Do mesmo modo, diversas outras criptomoedas que fazem referências a piadas, memes e animais também foram criadas nesse tempo.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Possui experiência em produção textual e, atualmente, dedica-se à redação do FDR produzindo conteúdo sobre economia.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA