30 mil empregos na Volkswagen ficam ameaçados após competição com a Tesla

O diretor-presidente (CEO) da Volkswagen, Herbert Diess, teria sugerido a demissão de até 30 mil funcionários por conta da competição com a Tesla sobre os carros elétricos. A declaração ocorreu no último Conselho de Administração da empresa. A informação foi revelada pelo jornal alemão Handesblatt.

Conforme o jornal, as demissões interessariam as quatro marcas de propriedade da Volkswagen. Contudo, seriam apenas em plantas na Alemanha. Diante dessa proposta, os conselheiros se mostraram surpresos.

Esse possível corte de empregos não era esperado por nenhum representante dos sindicatos, dos trabalhadores, do governo do estado (land) da Baixa Saxônia. Essa notícia também não era projetada pela família Porsche/Piech, principal acionista da empresa.

Em um comentário, analistas da Stifel entendem que a abordagem mais agressiva, do CEO da Volkswagen, é necessária para que a fábrica de Wolfsburg se mantenha competitiva.

Eles destacam o contexto atual, em que uma nova fábrica da Tesla que, em breve, começará a produzir carros em uma localidade próxima.

Os analistas projetam que o terceiro trimestre da marca Volkswagen será “muito fraco”. Contudo, as razões são diferentes — a falta temporária de chips. De qualquer modo, eles entendem que a situação esperada deve dar razão â propostas feita pelo executivo — por ações de eficiência.

Comparação do desempenho da Volkswagen com o da Tesla

Atualmente, a Volkswagen leva 30 horas para produzir um carro elétrico — o modelo ID.3. Já a Tesla demora 10 horas para produzir o Modelo 3. Por conta dessa perspectiva, a Volkswagen tem buscado acelerar os planos de transição para o motor elétrico.

Diante da entrada de novos players no mercado, há a indicação da necessidade de levar em consideração a competitividade da fábrica de Wolfsburg. A referência não vale apenas para a Tesla. Também abrange as montadoras da China que possuem o interesse de atuar na Europa.

Hoje, a fábrica de Wolfsburg é a maior de automóveis do mundo. Ela possui mais de 50 mil colaboradores. Atualmente, no entanto, a planta não possui nenhum carro elétrico em produção.

Apesar dessa notícia, o porta-voz da Volkswagen, Michael Maske, desmentiu a informação. Ele afirmou que o debate segue em andamento. Contudo, não existem cenários concretos.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Possui experiência em produção textual e, atualmente, dedica-se à redação do FDR produzindo conteúdo sobre economia.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA