Prefeitura de São Paulo cogita suspender uso obrigatório de máscara

Na última terça-feira (5), o prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB), disse que talvez seja possível acabar com o uso obrigatório de máscara na capital paulista. Para isso, foi recomendado um estudo para verificar os riscos.

Prefeitura de São Paulo cogita suspender uso obrigatório de máscara
Prefeitura de São Paulo cogita suspender uso obrigatório de máscara (Imagem: freepik)

Nunes afirmou que foi encomendado aos técnicos da Secretaria de Saúde um estudo sobre o uso obrigatório de máscara. Assim, será possível saber se a obrigatoriedade poderá ser suspensa na capital, inicialmente, em áreas externas.

De acordo com o prefeito, a suspensão do uso obrigatório de máscara tem como referência outros países, como Portugal, que tomou a decisão recentemente. Diante disso, a ação faz parte da retomada a normalidade, após o avanço da vacinação contra a Covid-19 e o controle de casos e mortes pela doença.

O prefeito de São Paulo informou que os técnicos do município já apresentaram um primeiro estudo. Nesse foi proposto o fim do uso obrigatório de máscara após a aplicação da dose de reforço em todos os idosos acima de 60 anos, e quando 90% da população adulta tenha concluído a sequência vacinal.

Atualmente, o município conta com 81,75% da população de idade igual ou superior a 18 anos que tomaram as duas doses ou que completaram a sequência vacinal com o imunizante de dose única.

Sobre a dose de reforço, o Ministério da Saúde liberou a aplicação há poucos dias, apenas para os idosos. Diante disso, a capital deu início à campanha de vacinação com a dose de reforço na última segunda-feira (4) para as pessoas a partir dos 60 anos.

Dessa maneira, a eliminação da máscara, por enquanto, dependerá do avanço da vacinação na capital. Porém, essas informações são apenas do primeiro estudo e a equipe técnica da prefeitura ainda está realizando mais estudos e analisadas.

Segundo Nunes, a decisão sobre a suspensão do uso obrigatório de máscara na capital será tomada após o cruzamento de vários dados que comprovem a segurança da medida. Além disso, o prefeito elogiou a equipe técnica que está atuando na pesquisa e afirmou que esses são extremamente criteriosos.

Sendo assim, a decisão será tomada com base em um estudo sério e bastante técnico. Não há previsão para a apresentação de novas informações e, por esse motivo, não há uma data para a decisão da prefeitura.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Glaucia Alves
Gláucia Alves, formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Foi professora por 8 anos. Em 2020 começou a trabalhar como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR, produzindo conteúdo sobre economia e direitos da população brasileira, além de realizar consultoria de redação on-line.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA