Brasil comemora dia da Micro e Pequena Empresa com bons motivos para celebrar

Hoje, 5 de outubro, é comemorado o Dia Nacional da Micro e Pequena Empresa. Mesmo enfrentando um cenário adverso por conta da pandemia do coronavírus, os negócios deste segmento tem razões para festejar.

O MEI que cumpre as obrigações previstas tem acesso a diversos benefícios
O MEI que cumpre as obrigações previstas tem acesso a diversos benefícios (Imagem: LinkedIn Sales Navigator/Unsplash)

No primeiro semestre deste ano, o número de novas pequenas empresas bateu recorde se tornando o maior resultando deste maio de 2015, de acordo com um levantamento do Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas).

Nos seis primeiros meses de 2021, foram abertos 35% a mais do que o contabilizado no mesmo período do ano passado.

Um impulsionador para a abertura de tantas novas empresas, sem dúvida, foi o crescimento do desemprego no Brasil. Muitas pessoas decidiram empreender por extrema necessidade. Sendo assim, os especialistas reforçam que é importante não romantizar este acontecimento, mas é sempre importante aproveitar as oportunidades.

Boas novas do setor 

  • Aproveite este momento em que tudo está se transformando 

Mesmo que a pandemia tenha bagunçado tudo, se tornou um catalisador de tendências, segundo Iza Dezon, pesquisadora de tendências e sócia-fundadora da consultoria Dezon.

“Muitos mercados estão em plena transformação, para não falar de revolução, então é momento de arriscar na criatividade e ousar estratégias inéditas para se destacar”, disse ao G1.

Pequenos negócios estão lidando melhor com a crise do que as grandes empresas

“Em grandes crises, as micro e pequenas empresas sempre são as primeiras a sentir o impacto, mas também são as primeiras a se recuperar e, geralmente, são as maiores responsáveis pela retomada dos empregos”, disse Carlos Melles, presidente do Sebrae.

  •  Ocupe espaços e solucione problemas 

A pandemia fez com que muitos negócios acabassem em falência. Porém, existem muitos espaços que ainda podem ser conquistados. O empreendedor Facundo Guerra, diz que é necessário estar atento as oportunidades, estudar e se especializar e não romantizar o empreendendorismo por necessidade.

Ele afirma que a chave para o sucesso é encontrar soluções para os problemas da sociedade.

“O empreendedor tem que tirar o ego da frente e perguntar: ‘como posso gerar algum tipo de transformação para meu cliente? O propósito é gerar mudanças para as pessoas e resolver os problemas delas”, explica Facundo.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira, formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo, atua como do redator do portal FDR produzindo matérias sobre economia em geral e também como repórter do site Aparato do Entretenimento cobrindo o mundo da TV e das artes.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA