Veja datas de pagamento do INSS para quem recebe acima de R$ 1,1 mil

Nesta semana o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) vai realizar o pagamento do benefício para aqueles que recebem o salário acima de R$1,1 mil. O calendário desse grupo começou ontem, 1. Saiba aqui as datas de pagamento.

Começou a pagamento do INSS para quem recebe acima de R$ 1,1 mil
Começou a pagamento do INSS para quem recebe acima de R$ 1,1 mil (Foto: FDR)

O calendário do INSS é dividido em dois. O primeiro pagamento é destinado aos segurados que recebem até um salário mínimo.

Já a segunda parte é voltada para aqueles que recebem quantias maiores ao piso nacional, podendo chegar até o teto que é no valor de R$ 6.433,57, ou ultrapassar este valor.

Essa divisão foi necessária para que a autarquia conseguisse organizar as finanças e otimizar o pagamento.

As datas de pagamentos são divulgadas sempre no final do ano anterior. Assim, um tempo antes os beneficiários já sabem as datas de pagamento do seu benefício.

Calendário do INSS para quem recebe até um salário

  • NIS final 1: 24 de setembro;
  • NIS final 2: 27 de setembro;
  • NIS final 3: 28 de setembro;
  • NIS final 4: 29 de setembro;
  • NIS final 5: 30 de setembro;
  • NIS final 6: 1º de outubro;
  • NIS final 7: 4 de outubro;
  • NIS final 8: 5 de outubro;
  • NIS final 9: 6 de outubro;
  • NIS final 0: 7 de outubro.

Calendário para quem recebe mais que um salário

  • NIS final 1 e 6: 1º de outubro;
  • NIS final 2 e 7: 4 de outubro;
  • NIS final 3 e 8: 5 de outubro;
  • NIS final 4 e 9: 6 de outubro;
  • NIS final 5 e 0: 7 de outubro.

Quais os benefícios pagos pelo INSS

Os benefício pagos pelo INSS são:

  • Aposentadoria especial;
  • Aposentadoria por idade;
  • Aposentadoria por tempo de contribuição;
  • Auxílio-acidente;
  • Auxílio-doença;
  • Benefício assistencial;
  • Pensão por morte;
  • Salário-maternidade.

Reajuste

Anualmente, os benefícios pagos pela Previdência são reajustados, de acordo com o piso nacional. Levando em conta o último reajuste foi de R$ 1.045, o reajuste foi de 5,26% para o valor atual de R$ 1.100. 

Aqueles que recebem mais de um salário mínimo, o percentual atual é de 5,45% de acordo com a previsão acumulada em 2020 do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA