Novo Bolsa Família vai pagar R$ 300 a partir de novembro; inscrições disponíveis

Aqueles que desejam fazer parte do novo Bolsa Família devem realizar a sua inscrição para receber o pagamento de R$300 realizado pelo governo federal. A entrada no programa deve ser feita por meio do Cadastro Único (CadÚnico), um banco de dados que são usados para a realização de pagamentos.

Novo Bolsa Família vai pagar R$ 300 a partir de novembro; inscrições disponíveis
Novo Bolsa Família vai pagar R$ 300 a partir de novembro; inscrições disponíveis (Imagem: No Detalhe)

Segundo informações do próprio ministério da economia, a partir de novembro o novo programa, que deve ser chamado de Auxílio Brasil, vai começar os pagamentos.

Quem já está inscrito no Bolsa Família deve ser inserido de forma automática, enquanto os demais necessitarão preencher seu cadastro no CadÚnico.

O que é o cadastro único?

O Cadúnico tem a intenção de buscar pessoas vulneráveis e que possuem prioridades para as políticas públicas. 

Neste cadastro são obtidas informações como: características da residência, identificação de cada pessoa, escolaridade, situação de trabalho e renda, entre outras.

Os beneficiários têm direito de receber benefícios do Programa Bolsa Família, da Tarifa Social de Energia Elétrica, do Programa Minha Casa, Minha Vida, entre outros.

Ele é usado como meio para a seleção de beneficiários de programas oferecidos pelos governos estaduais e municipais.

Quem pode se inscrever?

Podem se inscrever as famílias que :

  • Possuem renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa;
  • Renda mensal total de até três salários mínimos
  • Famílias que têm recebem acima destes valores, mas que sejam público alvo de programas, benefícios e serviços específicos
  • Pessoas que moram sozinhas podem ser cadastradas, ou seja,famílias unipessoais;
  • Pessoas que vivem em situação de rua, sejam elas sozinhas ou com a família.

Como se cadastrar?

A inscrição deve ser feita presencialmente, em uma unidade da assistência social do município. Por exemplo, o CRAS ou CREAS.

Quais documentos levar?

  • O responsável familiar precisará levar apenas o próprio título de eleitor ou CPF
  • O comprovante de endereço é sugerido para não haver erros no ato do cadastramento
  • Os demais membros da família precisam ter um desses documentos: CPF, RG, certidão de nascimento, certidão de casamento, carteira de trabalho ou título de eleitor.

Atualizar o CadÚnico 

É preciso que o cadastro seja atualizado a cada 2 anos ou sempre que houver alguma mudança no grupo familiar, seja de endereço, número de membros, renda, trabalho, entre outros.

Para isso, a família deve procurar o Setor Responsável pelo CadÚnico ou pelo Bolsa Família em sua cidade e fazer uma nova entrevista

Este processo será obrigatório para tentar sua vaga no novo Bolsa Família. Lembrando que, para selecionar quem vai fazer parte do programa o governo usa uma série de dados considerando os índices de pobreza. 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA