Paraná confirma que fará vacinação dos adolescentes sem comorbidade

Em contradição às recomendações do Ministério da Saúde, o estado do Paraná confirmou que dará continuidade às vacinação dos adolescentes sem comorbidades. O anúncio foi feito pelo governador Ratinho Júnior que, completou dizendo que os adolescentes com comorbidades podem ser vacinados a partir de amanhã. 23. 

Paraná confirma que fará vacinação dos adolescentes sem comorbidade
Paraná confirma que fará vacinação dos adolescentes sem comorbidade. (Imagem: G1)

A decisão foi tomada e divulgada após uma reunião realizada nesta terça-feira, 21, entre o Governo Estadual, o Conselho de Secretarias Municipais de Saúde do Paraná (Cosems/PR) e a Associação dos Municípios do Paraná (AMP).

O governador destacou que a medida trata-se de um consenso geral que dará a oportunidade de toda a população se vacinar o quanto antes. 

É importante informar que a vacinação para adolescentes seguirá o modelo de atendimento por ordem decrescente, ou seja, os primeiros a serem atendidos são aqueles na faixa etária dos 17 anos caindo gradativamente até chegar aos jovens com 12 anos de idade. Este padrão é válido para os adolescentes com e sem comorbidades. 

O governo paranaense também declarou que a vacinação contra a Covid-19 irá atender adolescentes com deficiências permanentes, gestantes, puérperas, indígenas e pessoas privadas de liberdade.

Na oportunidade, o governador explicou que os jovens com 17 anos serão os primeiros a serem atendidos devido ao estoque de vacinas, cujas doses são o suficiente para atender somente este público.

Lembrando que a vacinação dos adolescentes deve ser feita com as vacinas da Pfizer. Este é o único imunizante autorizado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para atender este público. 

Além do mais, o Ministério da Saúde ainda não enviou lotes específicos com doses para atender este público, portanto, as cidades paranaenses estão utilizando doses remanescentes da vacina. 

Este “saldo” de imunizantes equivale a uma reserva técnica, composta por 5% das doses enviadas a cada lote. De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde (Sesa), a cada lote é preciso separar este percentual de vacinas que devem ser armazenadas para suprir eventuais necessidades.

Ainda assim, o Governo do Paraná informou que irá pressionar o Ministério da Saúde para que a pasta federal cumpra o cronograma de entregas. Somente com o apoio mútuo entre as pastas no âmbito federal e estadual, é possível assegurar a manutenção e o avanço da campanha de vacinação contra a Covid-19.

Lista de comorbidades

  • Diabetes;
  • Pneumopatia crônica grave;
  • Hipertensão Arterial Resistente;
  • Hipertensão Arterial estágio 3;
  • Hipertensão Arterial estágio 1 e 2 com lesão em órgão-alvo e/ou comorbidade;
  • Insuficiência cardíaca com fração de ejeção reduzida, intermediária ou preservada; em estágios B, C ou D, independente de classe funcional da New York Heart Association;
  • Cor-pulmonale crônico, hipertensão pulmonar primária ou secundária;
  • Cardiopatia hipertensiva (hipertrofia ventricular esquerda ou dilatação, sobrecarga atrial e ventricular, disfunção diastólica e/ou sistólica, lesões em outros órgãos-alvo);
  • Síndromes coronarianas crônicas;
  • Valvopatias;
  • Miocardiopatias de quaisquer etiologias ou fenótipos; pericardite crônica; cardiopatia reumática;
  • Doenças da aorta, dos grandes vasos e fístulas arteriovenosas;
  • Arritmias cardíacas com importância clínica e/ou cardiopatia associada;
  • Cardiopatias congênitas no adulto com repercussão hemodinâmica, crises hipoxêmicas; insuficiência cardíaca; arritmias; comprometimento miocárdico;
  • Doença cerebrovascular;
  • Doença renal crônica estágio 3 ou mais e síndrome nefrótica;
  • Imunossuprimidos;
  • Hemoglobinopatias graves;
  • Obesidade mórbida (IMC ≥ 40);
  • Síndrome de down;
  • Cirrose hepática ;
  • Doenças neurológicas crônicas, doença cerebrovascular.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA