Copom prepara novo reajuste na taxa Selic; inflação explica aumento

Nesta segunda, 20, subiu novamente, de 8% para 8,35%, a previsão do mercado financeiro para o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), tida como a inflação oficial do Brasil. Esta é a 24ª vez que a projeção sobe de forma seguida.

Copom prepara novo reajuste na taxa Selic; inflação explica aumento
Copom prepara novo reajuste na taxa Selic; inflação explica aumento (Imagem: Foregon)

Para o ano que vem, a projeção de inflação é de 4,10%. Já para 2023 e 2024, as previsões são de respectivamente, 3,25% e 3%.

A previsão para 2021 está acima da meta de inflação que deve ser perseguida pelo Banco Central. A meta determinada pelo Conselho Monetário Nacional é de 3,75% para este ano, com intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual para mais ou para menos. Sendo assim, o limite inferior é de 2,25% e o superior de 5,25%.

Puxado pela alta dos combustíveis em agosto, a inflação cresceu 0,87%, o maior patamar para o mês desde o ano 2000, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Desta forma, o indicador acumula altas de 5,67% ao ano e de 9,68% nos últimos doze meses, maior índice acumulado desde o mês de fevereiro de 2016, momento em que o índice bateu 10,36%.

Taxa de juros 

Como forma de alcançar a meta da inflação, o BC utiliza a Selic como principal instrumento. A taxa Selic está em 5,25% ao ano neste momento. 

Na pauta da última reunião realizada em agosto, os integrantes do Copom já haviam sinalizado uma nova elevação, de 1 ponto percentual. Esta também é o que espera o mercado financeiro, de que a Selic cresça para 6,25% ao ano no encontro do Copom nesta semana.

A expectativa do mercado financeiro é de que a Selic feche em 8,25% ao ano em 2021. Já para o fim do ano que vem, a previsão é de que a taxa suba para 8,50% ao ano. E para 2023 e 2024, a previsão é 6,75% e 6,50% ao ano, respectivamente.

Procuradas pelo Banco Central, as instituições financeiras conservam a expectativa para o crescimento da economia do país em 5,04%. 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira, formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo, atua como do redator do portal FDR produzindo matérias sobre economia em geral e também como repórter do site Aparato do Entretenimento cobrindo o mundo da TV e das artes.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA