Argentina anuncia abertura das fronteiras para brasileiros em outubro

Na última segunda-feira (21), o governo argentino anunciou a abertura das fronteiras para os brasileiros e outros países vizinhos. A medida passará a valer a partir do dia 1º de outubro, e faz parte das novas medidas contra a Covid-19.

Argentina anuncia abertura das fronteiras para brasileiros em outubro
Argentina anuncia abertura das fronteiras para brasileiros em outubro (Imagem: Roberto Almeida/ZUMA)

A Argentina passará a aceitar os turistas brasileiros a partir de outubro. Além disso, a abertura das fronteiras será também para os outros países vizinhos. A partir do dia 1º de outubro, o país deixará de exigir o uso de máscaras em espaços abertos sem aglomeração de pessoas.

Os anúncios foram realizados pela ministra da Saúde, Carla Vizotti, e faz parte das novas medidas de flexibilização de regras sanitárias. Segundo Vizotti, as novas medidas estão sendo adotadas devido ao avanço da vacinação e na queda na média de contágios diários.

“Temos 16 semanas consecutivas de queda nos casos. Do ponto de vista sanitário estamos num momento realmente muito positivo”, declarou a ministra. Por esse motivo, a decisão da abertura das fronteiras ocorre no momento considerado propício.

A partir da próxima sexta-feira (24), os argentinos, residentes e estrangeiros com autorização de trabalho, poderão entrar no país sem precisar fazer o isolamento. Porém, para os turistas de países vizinhos será necessário passar por corredores sanitários.

A abertura dos corredores sanitários dependerá da regulamentação pelas autoridades sanitárias locais. Dessa maneira, deve ser estabelecidas cotas para a entrada dos viajantes. Essas cotas serão ampliadas, progressivamente, entre durante o mês de outubro.

Sendo assim, a estimativa é que a partir do dia 1º de novembro, os aeroportos e portos devem ter a abertura das fronteiras para os demais estrangeiros. Em todos os casos será necessário comprovar esquema de vacinação contra covid-19 completo há 14 dias e ter testado negativo para a doença antes do embarque.

Além disso, ao chegar ao país será preciso fazer um novo teste do tipo PCR entre o quinto e sétimo dias de estadia, se for o caso. Aqueles que não tiverem completado a sequência vacinal ou não tenham recebido nenhuma dose poderão entrar na Argentina.

Porém, nesses casos será exigida a realização de quarentena, do teste antígenos ao ingressar no país e de teste PCR ao sétimo dia de estadia. É esperada uma abertura ainda maior das fronteiras, após a vacinação chegar a 50% da população.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Glaucia Alves
Gláucia Alves, formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Foi professora por 8 anos. Em 2020 começou a trabalhar como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR, produzindo conteúdo sobre economia e direitos da população brasileira, além de realizar consultoria de redação on-line.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA