Crise no turismo demitiu 1 MILHÃO de pessoas durante a pandemia

Pandemia segue resultando na demissão de milhares de brasileiros. Relatórios da Associação Brasileira das Operadoras de Turismo revelaram que o segmento perdeu mais que 50% de seu rendimento em 2020. Diante da crise no setor, com a chegada do novo coronavírus, 1 milhão de vagas do mercado ficaram em aberto, sem previsão de recontratação.

Crise no turismo demitiu 1 MILHÃO de pessoas durante a pandemia (Fernando Frazão/Agência Brasil)

Um dos setores mais afetados ao longo da pandemia da covid-19 foi o turismo. Com os voos paralisados, hotéis fechados e sem previsão de reabertura das fronteiras, as empresas tiveram que fechar suas portas ou reduzir consideravelmente o número de seus funcionários. Até o momento, cerca de 1 milhão de trabalhadores foram demitidos.

Desse total de vagas, há desligamentos desde cargos de diretoria, auxiliar de serviços gerais, e demais funcionários diretos ou indiretos que prestavam serviços para as empresas.

Conforme contabilizou a Associação Brasileira das Operadoras de Turismo (Braztoa), enquanto em 2019 o faturamento do setor foi de R$ 19 bilhões, em 2020 não chegou nem a 50% desse valor.

Roberto Haro Nedelciu, da associação explica que a entidade deixou de operar com 76 empresas associadas e agora conta com apenas 50. Desse modo, a expectativa é de que o país só passe a recuperar o valor perdido a partir do fim de 2023, caso a pandemia seja controlada.

“Fevereiro está sendo melhor que janeiro, mas estamos muito preocupados com o ritmo de vacinação. Tudo está indo muito devagar”, afirmou o representante.

Índices de perda no turismo brasileiro

De acordo com o levantamento feito pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), o mercado de turismo perdeu cerca de R$ 261 bilhões somente em 2020. A projeção é de que neste ano o prejuízo seja inferior, mas sem apresentar força de recuperação.

É válido ressaltar que nesse momento a reabertura de hotéis e demais serviços de viagens estão sendo feitas mediante as analises dos governos estaduais com o número total de contaminados pela covid-19.

Já no que diz respeito as viagens internacionais, há permissão varia de acordo com os decretos de cada país no que diz respeito a abertura de fronteiras. Há regiões como Portugal, em que a entrada e saída de brasileiros vem sendo barrada.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.