Mato Grosso do Sul inicia auxílio financeiro aos profissionais do turismo

Na última quarta-feira (15), o governo do Mato Grosso do Sul deu início ao pagamento do auxílio destinado aos profissionais do turismo. O intuito é ajudar os profissionais que foram afetados pela pandemia da Covid-19.

Mato Grosso do Sul inicia auxílio financeiro aos profissionais do turismo
Mato Grosso do Sul inicia auxílio financeiro aos profissionais do turismo (Imagem: Divulgação/Governo do Mato Grosso do Sul)

Os profissionais do turismo serão beneficiados por meio do programa “Incentiva+MS Turismo”. Com isso, irão receber seis parcelas no valor de R$ 1 mil. A quantia tem como objetivo ajudar esses trabalhadores durante a crise.

Segundo o diretor-presidente da Fundtur (Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul), Bruno Wendling, o auxílio aos profissionais do turismo irá ajudar, principalmente, ao microempreendedor. Esse, mesmo com a crise, precisa continuar pagando as contas e comprando insumos.

Wendling também destacou que o setor foi um dos mais afetados com as restrições durante um ano e meio. Sendo assim, o apoio do governo vai ser um alento para categoria, diante das dificuldades e prejuízos durante a pandemia. Além disso, deve ajudar e reforça na retomada das atividades.

Para o governador do Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja, o auxílio aos profissionais do turismo é uma maneira de ajudar um dos setores mais importantes para a economia do Estado.

Segundo o governo do estado, nesta primeira etapa do programa serão contemplados 609 profissionais. Porém, Wendling confirmou que a partir do dia 21 de setembro serão reabertas as inscrições para a inclusão de novos beneficiários.

As novas inscrições poderão ser feitas até o dia 5 de outubro. Podem participar do programa guias de turismo, microempreendedores individuais (MEI) e microempresas do setor do turismo. O programa também abrange outros setores que dependem, em parte, do turismo.

Sendo assim, serão aceitos restaurantes, bares, estabelecimentos especializados em servir bebidas, lanchonetes, casas de chá, de sucos e similares. Por fim, os  serviços ambulantes de alimentação, operadores turísticos, agências de viagens, serviço de organização de feiras, congressos, exposições e festas.

O auxílio destinado ao turismo a partir do pacote de investimentos lançado pelo Estado. O “Retomada MS”, como foi chamado, tem um aporte financeiro de R$ 763 milhões.

O recurso é destinado para ajudar os setores que foram prejudicados com a pandemia. Sendo assim, proporciona auxílio financeiro, medidas fiscais e microcrédito orientado.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Glaucia Alves
Gláucia Alves, formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Foi professora por 8 anos. Em 2020 começou a trabalhar como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR, produzindo conteúdo sobre economia e direitos da população brasileira, além de realizar consultoria de redação on-line.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA