TV Globo exige vacinação dos funcionários e incentiva SBT, Record e outros

Emissoras de televisão brasileiras passaram a exigir a vacinação de funcionários e demais colaboradores. A iniciativa foi tomada pela TV Globo e logo se popularizou até chegar à Record, SBT, Band, RedeTV! e TV Cultura. 

Cronograma de TV Globo exige vacinação dos funcionários e incentiva SBT, Record e outros contra COVID-19 em SP, RJ, Salvador e Porto Alegre
TV Globo exige vacinação dos funcionários e incentiva SBT, Record e outros. (Imagem: Reprodução/R7)

No entanto, o que se sabe até o presente momento é que somente a TV Globo implantou a vacinação obrigatória através de um comunicado oficial e por escrito, entregue a cada um dos funcionários, tal qual previsto por lei.

As outras emissoras fizeram este exigência somente no boca a boca, o que pode acarretar em problemas caso o funcionário seja contrário às regras. 

Apesar de a medida ter o propósito de estimular a vacinação e prezar pela saúde de todos, os fatores financeiros também estão envolvidos e devem ser considerados. Isso porque, os gastos com testes de Covid-19, hospedagens para quarentenas e interrupções das gravações têm sido altos.

Além do alto investimento, estes acontecimentos que já se tornaram comuns, afetam drasticamente na organização do trabalho. 

A obrigatoriedade da vacinação contra a Covid-19 se polemizou nos últimos meses, pois muitos empregadores têm recorrido à demissão ou outras sanções perante aqueles funcionários que não quiserem ser vacinados.

Considerando que de modo geral a vacina contra a Covid-19 tem o objetivo de preservar a saúde, não apenas de um indivíduo, mas do coletivo, foi preciso recorrer legalmente. 

De acordo com o artigo 444 da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), o vínculo empregatício concede aos interessados a liberdade de implementar regras que preservem a segurança de ambos sem contrariar a proteção ao trabalho.

Essa legislação foi alinhada ao entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF) de que o ato de receber a vacina contra a Covid-19 é constitucional, mesmo que não seja especificamente uma regra trabalhista regida pela CLT.

Em outras palavras, os empregadores têm total autonomia para implementar ou não a obrigatoriedade da vacinação como uma regra individual de cada empresa.

A TV Globo, por exemplo, pressionou o ator Juliano Cazarré a se vacinar para ser confirmado no papel de peão Alcides, na novela Pantanal. Somente então o ator se vacinou e, na oportunidade, explicou o motivo pelo qual ainda não havia sido imunizado. 

A vacinação contra a Covid-19 no Brasil já teve um avanço expressivo. São 32,32% da população completamente vacinada com as duas doses ou a dose única, ou seja, 68.944.846 pessoas.

Os dados foram obtidos pelo consórcio de veículos de imprensa, que também identificou o início da imunização com a primeira dose junto a 136.028.080 cidadãos brasileiros, o que equivale a 63,77%. Enquanto isso, o reforço vacinal através da aplicação da terceira dose já chegou a 21.471 brasileiros, apenas 0,01%.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

TV Globo exige vacinação dos funcionários e incentiva SBT, Record e outros

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA