Após subirem chances de prorrogação do auxílio emergencial, economia corta assunto

Os membros do Governo de Jair Bolsonaro (sem partido), estão aconselhando-o a realização de mais uma prorrogação do auxílio emergencial, criado na pandemia para ajudar os brasileiros a enfrentar a crise econômica. Atualmente, o auxílio emergencial será pago até outubro, finalizando as sete parcelas entre abril e outubro. 

Após subirem chances de prorrogação do auxílio emergencial, economia corta assunto
Após subirem chances de prorrogação do auxílio emergencial, economia corta assunto (Imagem: Sérgio Lima/Poder360)

Esse conselho é por conta da baixa popularidade do presidente que está em 64% da população, segundo PoderData.

Nova Prorrogação

Apesar disso, enquanto conselheiros do presidente recomendam que o auxílio seja prorrogado, o Ministério da Economia é contra a possibilidade.

Segundo a equipe, não há mais fundamentos jurídicos para editar uma nova rodada de pagamento.

Além disso, a equipe aposta no novo programa de distribuição de renda, Auxílio Brasil, para substituir o atual Bolsa Família assim que o auxílio emergencial for finalizado.

Após o pagamento do auxílio em outubro, parte dos beneficiários do auxílio emergencial poderão contar com o novo Auxílio Brasil.

Em entrevista ao Valor Investe, o secretário especial do Tesouro e Orçamento, Bruno Funchal, disse não ter condições para essa prorrogação.

“Auxílio emergencial não é escolha política”, disse. “É um benefício relacionado com calamidade e situações imprevisíveis, que por isso têm suporte financeiro em créditos extraordinários ao orçamento. Com queda da pandemia e economia voltando para normalidade, acho que não faz sentido nesse momento falar em auxílio emergencial e crédito extraordinário”, disse.

Custos

O auxílio emergencial que começou a ser pago em 2020 já foi renovado algumas vezes. Neste ano, custou aos cofres públicos R$ 36 bilhões até julho, de acordo com a Secretaria de Tesouro.

Com a falta de definição das formas de financiamento e espaço no teto de gastos, o Orçamento de 2022 será enviado ao Congresso com um valor para o Auxílio Brasil igual a este ano (R$ 34 bilhões).

Na intenção de ampliar o programa e garantir um tíquete médio de R$ 300, seria necessário assegurar quase R$ 60 bilhões. A reformulação do Auxílio Brasil precisa sair ainda este ano para não esbarrar nas proibições da lei eleitoral.

Valor pago pelo Auxílio Emergencial

Tendo uma variação no valor do benefício por causa da composição da família, se tiver apenas um membro, o benefício é de R$150 por mês; com mais de uma pessoa, a família passa a receber o valor de R$250.

Famílias que são chefiadas por mulher que não possui cônjuge ou companheiro, com pelo menos uma pessoa maior de idade, o valor é de R$375.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 4.7
Total de Votos: 25

Após subirem chances de prorrogação do auxílio emergencial, economia corta assunto

×
Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA