Governo de SP vai pagar auxílio de R$ 1 mil para alunos da rede pública

O Governo do Estado de São Paulo (SP) lançou uma espécie de auxílio emergencial para os estudantes da rede pública estadual de ensino. Denominado de Bolsa do Povo Educação, o benefício é destinado a alunos matriculados em escolas estaduais e tem o objetivo de combater a evasão escolar. 

Governo de SP vai pagar auxílio de R$ 1 mil para alunos da rede pública
Governo de SP vai pagar auxílio de R$ 1 mil para alunos da rede pública. (Imagem: Marcos Rocha/ FDR)

As inscrições para o auxílio estudantil foram abertas na última quinta-feira, 2, com previsão para serem encerradas no dia 13 de setembro. Os interessados devem acessar o site: www.bolsadopovo.sp.gov.br.

O auxílio concedido pelo Governo de São Paulo pagará aos estudantes em situação de vulnerabilidade social, uma quantia anual de R$ mil reais que serão divididos em quatro parcelas bimestrais. A participação está liberada para estudantes que:

  • Estiverem no ensino médio;
  • Cursarem o 9º ano do ensino fundamental;
  • Estiverem inscritos no Cadastro Único (CadÚnico);

Em justificativa à iniciativa, o governador do Estado de São Paulo, João Doria, mencionou que cerca de cinco milhões de crianças abandonaram os estudos no ano passado.

“Isso é um deserto para o futuro do Brasil. Pessoas sem ensino não reagem, se tornam dependentes. E é isso o que nós não queremos. Queremos crianças e jovens que tenham, pelo ensino, a oportunidade de viver melhor”, declarou. 

A medida terá um investimento total de R$ 400 milhões, sendo R$ 100 milhões ainda em 2021 e outros R$ 300 para custear o ano letivo ao longo de R$ 2022. O montante será capaz de beneficiar cerca de 300 mil alunos da rede de ensino municipal. 

É preciso explicar que o pagamento do auxílio estudantil depende de uma série de critérios que devem ser respeitados. Isso porque, terá direito a receber o benefício somente o aluno que estiver regularmente matriculado na 9º série do ensino fundamental e ensino médio, além de comprovar uma frequência escolar de, no mínimo, 80%.

Os alunos da rede de ensino estadual também deverão se comprometer a realizar de duas a três horas de estudos através do aplicativo Centro de Mídias SP (CMSP), se submetendo também a avaliações de aprendizagem. No caso específico dos estudantes do 3º ano do ensino médio, é necessário realizar exercícios de preparação para o Exame do Ensino Médio (ENEM).

Na oportunidade, a Secretaria de Educação do Estado de São Paulo declarou que dos 3,5 milhões de jovens matriculados, 770 mil se caracterizam na condição de pobreza e extrema pobreza. Enquanto 1,2 milhão cursam o ensino médio, sendo, 276 mil em situação de vulnerabilidade social. 

 

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 4.5
Total de Votos: 2

Governo de SP vai pagar auxílio de R$ 1 mil para alunos da rede pública

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA