Teto do INSS terá alteração para R$ 6.832 com reajuste do salário mínimo

Pontos-chave
  • Novo salário mínimo de 2022 pode aumentar o teto do INSS para R$ 6.832,45;
  • Reajuste de 6,2% considera inflação medida pelo INPC;
  • Especialistas julgam proposta com valor insuficiente para a atual realidade.

A proposta de salário mínimo para 2022 foi apresentada no texto do Orçamento do próximo ano, entregue ao Congresso Nacional no início desta semana. O reajuste no piso nacional tem o poder de impactar financeiramente cerca de 50 milhões de brasileiros, dos quais 24 milhões estão vinculados ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Teto do INSS terá alteração para R$ 6.832 com reajuste do salário mínimo
Teto do INSS terá alteração para R$ 6.832 com reajuste do salário mínimo. (Imagem: FDR)

Isso porque, os benefícios pagos pelo INSS, assim como o seguro desemprego, BPC e PIS/PASEP, têm o cálculo baseado no salário mínimo.

Portanto, sempre que o valor é corrigido anualmente, os valores dos benefícios também são alterados, como as aposentadorias, pensões, e demais auxílios concedidos pela Previdência Social. 

Mas é importante destacar que o piso não é o único afetado, pois o teto praticado pelo INSS também é alterado com base no salário mínimo. Em 2021, o teto do INSS é de R$ 6.433,57.

No entanto, se o salário mínimo de 2022 se estabelecer em R$ 1.169, o limite pago pela autarquia aos beneficiários no ano que vem será de R$ 6.832,45. 

Este aumento representa um reajuste de 6,2% baseado na proposta de Orçamento para 2022 vinculada à inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).

Vale ressaltar que esta menção do novo teto do INSS é apenas uma suposição com base nos trâmites recentes, tendo em vista que o projeto ainda está em análise e pode ser alterado até que o reajuste oficial seja aplicado em janeiro de 2022. 

Por exemplo, apesar da sugestão de salário mínimo de R$ 1.169 para 2022, caso a projeção da inflação chegue a 7% conforme apurado pelo Ministério da Economia, o piso nacional pode ser elevado para R$ 1.177 no ano que vem. Por consequência o teto do INSS passaria a ser de R$ 6.883,91.

Estes percentuais indicam que o reajuste no salário mínimo se baseia apenas na inflação, sem promover um ganho real aos trabalhadores e, por consequência, retirando o poder de compra.

Ainda assim, esta última oferta se mantém mais vantajosa do que aquela mencionada na Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2022, que previa um reajuste de 4,3% alterando o salário mínimo para R$ 1.147.

O que dizem os especialistas?

Para a representante do Sindicato Nacional dos Aposentados, Pensionistas e Idosos (Sindnapi), Tonia Galleti, o impedimento do poder de compra aos trabalhadores brasileiros não devia ser tratado com normalidade.

No caso específico dos aposentados e pensionistas do INSS, esta renda por diversas vezes é a salvação da família, sobretudo, em períodos críticos como o atual quando o desemprego está em massa. 

“Não vemos o mesmo tratamento dado aos altos escalões do governo que não só vivem com altos salários, mas também com aumentos salariais dignos de países de primeiro mundo”, ponderou Tonia em entrevista ao EXTRA. 

Já a presidente da Federação das Associações de Aposentados do Estado do Rio de Janeiro (Faaperj), Yedda Gaspar, alega que a situação do salário mínimo e o respectivo impacto no INSS é tratada com descaso pelos líderes partidários e demais autoridades.

Para ela, a população brasileira em situação de vulnerabilidade social não pode contar com representantes que deveriam ser os porta-vozes do povo. “É uma covardia muito grande este aumento que corresponde a R$ 2,30 por dia. O que pode comprar uma família com dois filhos? Quatro pãezinhos?”, questionou.

Últimos reajustes

  • 2016: 11,6% (R$ 880)
  • 2017: 6,48% (R$ 937)
  • 2018: 1,81% (R$ 954)
  • 2019: 4,61% (R$ 998)
  • 2020: 4,7% (R$ 1.045)
  • 2021: 5,22% (R$ 1.100)

Simulações dos benefícios do INSS em 2022

Reajuste previsto Reajuste previsto Aposentadoria em 2022
R$ 1.100 R$ 69 R$ 1.169
R$ 1.500 R$ 93 R$ 1.593
R$ 2.000 R$ 124 R$ 2.124
R$ 2.500 R$ 155 R$ 2.655
R$ 3.000 R$ 186 R$ 3.186
R$ 3.500 R$ 217 R$ 3.717
R$ 4.000 R$ 248 R$ 4.248
R$ 4.500 R$ 279 R$ 4.779
R$ 5.000 R$ 310 R$ 5.310
R$ 5.500 R$ 341 R$ 5.841
R$ 6.000 R$ 372 R$ 6.372
R$ 6.433,57 R$ 398,88 R$ 6.832,45

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 4.5
Total de Votos: 4

Teto do INSS terá alteração para R$ 6.832 com reajuste do salário mínimo

×
Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA