Quais documentos adolescentes devem apresentar para vacinação por comorbidade?

Muitas cidades brasileiras já iniciaram a vacinação de adolescentes que possuem de 12 a 17 anos com comorbidades, contra a Covid-19. Os cidadãos devem apresentar documentos para comprovar sua situação. Saiba aqui quais os comprovantes necessários

Quais documentos adolescentes devem apresentar para vacinação por comorbidade?
Quais documentos adolescentes devem apresentar para vacinação por comorbidade?. (Imagem: Cristine Rochol/PMPA)

A medida de inclusão desse grupo aconteceu, pois a faixa etária de 10 a 19 anos evoluiu para óbito com maior frequência, sendo esse o grupo que mais apresenta comorbidade, tendo obesidade e as doenças neurológicas como as mais frequentes.

Para realizar a imunização, os adolescentes devem ser acompanhados pelo responsável, se isso não for possível, será necessário estar com um adulto e apresentar uma autorização assinada pelo responsável.

Qual vacina será aplicada?

Até o momento, o Ministério da Saúde, liberou a vacinação desse grupo apenas com Pfizer, que foi aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Quais os documentos devo levar?

Para se vacinar, é necessário apresentar um documento oficial com foto e um laudo médico que comprove a condição de comorbidade do paciente.

Por exemplo:

  • laudo médico indicando a deficiência;
  • cartão de gratuidade no transporte público indicando deficiência;
  • documentos comprobatórios de atendimento em centros de reabilitação ou unidades especializadas no atendimento de pessoas com deficiência;
  • documento oficial de identidade com a indicação da deficiência.

Para os deficientes visuais, só será aceita a autodeclaração nos casos de deficiência permanente. 

Já para as classificações de baixa visão ou visão monocular será exigido documento que comprove a condição, de acordo com a legislação vigente.

Em algumas cidades, como a capital paulista, é exigido também um comprovante de residência. Por isso, é importante sempre checar no site da sua cidade se é preciso levar esse documento.

É preciso consultar ainda se para agilizar o atendimento no posto, o cidadão pode fazer um cadastro no site da prefeitura.

Diminuição no intervalo entre as doses da vacina 

O Ministério informou que o intervalo entre as doses dos imunizantes Pfizer e da AstraZeneca será reduzido em setembro, passando de 12 semanas para 8 semanas. 

Apesar desse anúncio,  ainda não há detalhes de como será feita a antecipação e uma nova orientação sobre as recomendações deve ser enviada em breve aos enviados aos gestores estaduais.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 5
Total de Votos: 1

Quais documentos adolescentes devem apresentar para vacinação por comorbidade?

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA