Inep quer terceirizar banco de questões aplicadas na prova do ENEM

INEP analisa possibilidade de terceirização da revisão e questões elaboradas pelo Banco Nacional de Itens (BNI), responsável pela elaboração do ENEM. No entanto, de acordo com os servidores do órgão essa ação pode diminuir a segurança da prova.

Inep quer terceirizar banco de questões aplicadas na prova do ENEM
Inep quer terceirizar banco de questões aplicadas na prova do ENEM (Imagem/Reprodução: Alfa Concursos)

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais analisa terceirizar a revisão e elaboração das questões que usa nas suas avaliações.

O chefe da Diretoria de Avaliações da Educação Básica (Daeb), Anderson Soares Oliveira, enviou um documento apenas aos servidores do órgão em que solicita que até o dia 31 de agosto seja entregue uma análise sobre a possibilidade.

Ao contrário do que muita gente pode pensar, o BNI não é responsável apenas pelas questões do Exame Nacional do Ensino Médio, mas também para o Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade), entre outros.

Terceirização das questões do ENEM

Pode parecer algo simples, mas a terceirização pode ocasionar dois grandes problemas para o ENEM, alertam alguns servidores.

O primeiro é a possibilidade de interferência na prova, destacamos que em diversos momentos durante o governo Bolsonaro, os presidentes que assumiram o INEP tentaram interferir nos itens.

Até mesmo o Ministro da Educação já deu declarações quanto ao seu desejo de acessar o conteúdo das provas antes delas serem aplicadas.

Além disso, existe a possibilidade de que a segurança seja afetada com a terceirização.

Vale lembrar que já enfrentamos problemas com a segurança das provas do ENEM, em 2009, por exemplo, houve um vazamento que comprometeu a aplicação do exame.

Enquanto há esse debate, o que os servidores têm pedido há anos é um maior investimento no BNI.

Mesmo com o número de itens sendo sigiloso, os trabalhadores já afirmaram várias vezes que ele é pequeno.

Inclusive, em 2016 o então presidente do Inep, Marcus Vinicius Rodrigues, fez uma “limpa” e excluiu 66 questões.

O ENEM sempre foi um território livre para as ideias, abordando diversos temas, que inclusive são necessários de serem debatidos, mas os dias do exame nesses moldes podem estar contados.

 Fique bem informado com a editoria de carreiras do FDR .

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Inep quer terceirizar banco de questões aplicadas na prova do ENEM

×
Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jamille Novaes
Jamille Pereira Novaes é graduada em Letras Vernáculas pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), pós-graduada em Gestão da Educação pelo Centro Universitário Maurício de Nassau (UNINASSAU). Como professora de Língua Portuguesa, já atuou no ensino fundamental I e II. Atualmente, trabalha como professora de Língua Portuguesa no ensino técnico e redatora da editoria de carreiras do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA