Orçamento 2022 será enviado sem reajuste de valor no Bolsa Família, diz Guedes

Ministro da Economia fará entrega do orçamento público em 2022 sem os detalhamentos de seus gastos. Nessa semana, fontes administrativas do governo afirmaram que Paulo Guedes assinará o programa fiscal do próximo ano sem apresentar os números do novo Bolsa Família. O projeto, chamado de Auxílio Brasil, dobrará em 50% o valor do Ministério da Cidadania.

Orçamento 2022 será enviado sem reajuste de valor no Bolsa Família, diz Guedes (Imagem: Edu Andrade/Ascom/ME)
Orçamento 2022 será enviado sem reajuste de valor no Bolsa Família, diz Guedes (Imagem: Edu Andrade/Ascom/ME)

Há meses o governo federal vem buscando por alternativas para fechar sua folha orçamentária. Diante da pressão popular e midiática contra o descontrole fiscal público, Guedes afirmou que enviará ao Congresso o Orçamento de 2022 no próximo dia 31. No entanto, o texto não trará as despesas do novo Bolsa Família.

De acordo com fontes internas da equipe econômica, o documento estará respeitando todas as regras fiscais e será restrito aos gestores.

Com isso, não haverá detalhamento sobre os valores aplicados no Auxílio Brasil, que até o momento não teve seu orçamento determinado.

Detalhes do orçamento nacional em 2022

A previsão é de que o governo destine R$ 89 bilhões para o custeio dos precatórios, que serão pagos sem o parcelamento inicialmente sugerido pelo presidente Jair Bolsonaro. De acordo com o secretário especial de Tesouro e Orçamento, Bruno Funchal, o texto passará ainda por mudanças.

— Como a PEC está sendo proposta agora, o governo enviará ao Congresso o Orçamento propondo o pagamento integral dessas dívidas judiciais, conforme determina a lei — afirmou em entrevista ao Globo.

Espera-se que o orçamento do próximo ano tenha um déficit de R$ 70 bilhões, ficando abaixo da previsão autorizada pelo Congresso, de R$ 170 bilhões. Um dos motivos pelos quais haverá a alteração é o aumento da arrecadação, ensaiada com a aprovação do novo regime tributário.

— Tem se falado sobre déficit e a possibilidade de descontrole fiscal. Hoje, não há o menor fundamento, do ponto de vista estritamente econômico, para dizer que o Brasil está perdendo o controle. Toda a equipe do Ministério da Economia está alinhada em torno do compromisso irrestrito com a responsabilidade fiscal e com o respeito ao arcabouço de regras do país que permitem manter as contas públicas organizadas — garantiu Bruno.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Orçamento 2022 será enviado sem reajuste de valor no Bolsa Família, diz Guedes

×
Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA