Governo anuncia programa para incentivar menos consumo de energia por empresas

Uma Portaria divulgada pelo Governo Federal no Diário Oficial da União (DOU) de segunda-feira, 23, visa implementar um programa de incentivo à economia de energia. A iniciativa é voltada aos grandes consumidores, como as indústrias, oferecendo uma compensação financeira como gratificação pela atitude. 

Governo anuncia programa para incentivar menos consumo de energia por empresas
Governo anuncia programa para incentivar menos consumo de energia por empresas. (Imagem: Energy Brasil)

O programa ficará em vigor até o dia 30 de abril de 2022, e tem como propósito o controle de gastos de energia em um momento crítico no qual o país enfrenta a pior crise hídrica dos últimos 90 anos.

Além do mais, a proposta é para que este controle seja feito justamente no horário de pico onde o consumo costuma ser maior. 

De acordo com a análise feita pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) o período em que o controle deve ser intensificado é entre os meses de outubro e novembro. Época em que a onda de calor é mais intensa levando os consumidores a recorrerem a aparelhos como ventilador, ar condicionado, bem como o uso frequente de refrigeradores. 

Também é o momento em que o consumo de energia em virtude da alta produção nas empresas é mais alto, outro indicativo que evidencia a necessidade de economia. É importante mencionar que são todos fatores que geram a sobrecarga, tornando o sistema mais suscetível a quedas de energia.

De acordo com o Ministério de Minas e Energia declarou em nota que, “as diretrizes permitem que o setor industrial participe e dê importante contribuição para a garantia da segurança do fornecimento de energia elétrica, nesse momento em que a escassez hídrica impõe grandes desafios para o atendimento da demanda de energia elétrica do país”. 

Na prática, o programa é direcionado a médios e grandes consumidores de energia, como:

  • Consumidores livres;
  • Agentes agregadores;
  • Consumidores modelados sob agentes varejistas;
  • Consumidores parcialmente livres. 

A ideia é para que essas empresas ofereçam uma economia na média de cinco megawatt (MW) por hora. Essa oferta pode ocorrer em lotes com duração entre 4 a 7 horas ou lotes mínimos de 5 MW a cada hora. 

A oferta de economia de energia deve ser organizada e registrada por dia da semana, localização e preço em R$/MWh. De acordo com a Associação dos Grandes Consumidores Industriais de Energia e de Consumidores Livres (Abrace), apenas 84 empresas estão aptas a participar do programa, desde que a oferta mínima girasse em torno de 30 MW.

https://www.youtube.com/watch?v=NLeA9zz2028&t=9s&ab_channel=FDR-Finan%C3%A7as%2CDireitos%2CRenda

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Governo anuncia programa para incentivar menos consumo de energia por empresas

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA