Rio de Janeiro avança na vacinação contra COVID-19 após paralização

A Prefeitura do Rio de Janeiro retomou na última sexta-feira, 13, o calendário de vacinação contra a Covid-19 após ficar dois dias paralisado na última semana. Entre sexta-feira e sábado, 13 e 14, respectivamente, os contemplados foram os adultos com idade entre 24 e 23 anos anos. 

Rio de Janeiro avança na vacinação contra COVID-19 após paralização
Rio de Janeiro avança na vacinação contra COVID-19 após paralização. (Imagem: CNN)

No entanto, para que o calendário de vacinação prossiga sem impasses nesta semana, é preciso que o Ministério da Saúde cumpra o cronograma de repasses de doses dos imunizantes conforme firmado entre os governos estaduais.

A necessidade de manter o esquema vacinal em dia também está relacionada com a presença da variante Delta na capital carioca, que tem provocado um aumento expressivo no número de casos registrados.

Na oportunidade, o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, ressaltou que continuará cobrando publicamente que o Governo Federal honre o compromisso feito. Para ele, a logística que deve ser cumprida é muito simples. 

“Neste momento, o epicentro da pandemia, o lugar que está com mais casos de coronavírus no Brasil é o Rio de Janeiro. Sabe por que a gente quer terminar logo os 18 anos? Porque a gente quer começar a dose de reforço dos idosos acima de 60 anos”, explicou. 

Diante da retomada, nesta segunda-feira, 16, os adultos com 22 anos serão vacinados. A preferência será dada para as mulheres na parte da manhã e aos homens no turno vespertino.

Os postos de vacinação também continuarão atendendo pessoas com 30 anos ou mais que perderam a data de vacinação para a primeira dose. Grávidas, puérperas e pessoas com deficiência (PCD) também serão atendidas. 

O secretário Municipal de Saúde do RJ, Daniel Soranz, é essencial que os cariocas se atentem à vacinação na data correta para que não precisem cair na repescagem e, indiretamente, atrasar o cronograma. 

O atraso da vacinação em virtude da negligência do Ministério da Saúde resultou na entrega de um novo lote somente no fim da semana passada, e também com um quantitativo inferior ao esperado.

De acordo com a Prefeitura do Rio, as vacinas enviadas foram insuficientes para concluir um dia de campanha. 

Para ter uma noção, somente o grupo de adultos com 24 anos é composto por cerca de 68 mil pessoas. Porém, a chegada de outras 150 mil doses possibilitaram o avanço do calendário de vacinação para a faixa etária de 24 e 23 anos.

Conforme apurado, até a última quinta-feira, 12, 4.300.722 cariocas já haviam tomado a primeira dose da Pfizer, AstraZeneca e CoronaVac. 

Enquanto isso, outras 138.702 pessoas receberam a dose única da Janssen. Esse total equivale a 84,1% da população carioca elegível à vacinação de adultos com mais de 18 anos. Por outro lado, 1.906.547 cariocas já receberam ambas as doses do imunizante.

https://www.youtube.com/watch?v=SmI1bdROZkM&t=126s&ab_channel=FDR-Finan%C3%A7as%2CDireitos%2CRenda

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Rio de Janeiro avança na vacinação contra COVID-19 após paralização

×
Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA