Novo Bolsa Família deve chegar hoje ao Congresso direto das mãos de Bolsonaro

Texto que consolida a reforma do Bolsa Família é finalizado. Nessa segunda-feira (09), o presidente Jair Bolsonaro deverá ir até o Congresso Nacional para entregar a pasta do Auxílio Brasil. O projeto deverá substituir o atual BF, mas encontra dificuldades de aceitação devido ao seu orçamento.

Novo Bolsa Família deve chegar hoje ao Congresso direto das mãos de Bolsonaro (Imagem: Evaristo Sa/AFP)
Novo Bolsa Família deve chegar hoje ao Congresso direto das mãos de Bolsonaro (Imagem: Evaristo Sa/AFP)

Há meses o governo federal vem tentando implementar uma reformulação na principal política pública social do país. O Bolsa Família deverá passar por uma reforma, virando o Auxílio Brasil, que prevê o pagamento de mensalidades de R$ 300 para seus beneficiários.

Avaliação do novo Bolsa Família

Segundo informantes internos do governo, o texto será entregue pelo próprio presidente, Jair Bolsonaro, para o líder da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL). A previsão é de que a atual versão apresente os objetivos e diretrizes do projeto, sem detalhar valores e fluxo nas fontes orçamentárias.

Até o momento a principal dificuldade na reforma se dá justamente pela falta de previsão fiscal do governo. Há meses a equipe econômica busca por alternativas para que o BF seja custeado sem ultrapassar o teto público.

Segundo as informações concedidas até o momento, o novo projeto precisa de um investimento de aproximadamente R$ 50 bilhões. Atualmente o Bolsa Família tem um custo de cerca de R$ 25 bilhões para a União.

Problemas na folha orçamentária

Entre as propostas para que a pasta consiga ser financiada está a reforma tributária capaz de gerar novos lucros para o governo e até mesmo a criação de novos impostos.

“[O PT] ganhou quatro eleições seguidas merecidamente, porque fez a transferência de renda para os mais frágeis com um bom programa. Um programa que envolvia poucos recursos e que tinha um altíssimo impacto social”, afirmou o Ministro Paulo Guedes em audiência pública, ao ser questionado sobre o teto orçamentário.

“Agora vem a eleição? Nós vamos para o ataque. Vai ter Bolsa Família melhorado, BIP [Bônus de Inclusão Produtiva], o BIQ [Bônus de Incentivo à Qualificação], vai ter uma porção de coisa boa para vocês baterem palma”, disse Guedes a Folha de São Paulo.

O gestor reforça estar ciente das limitações da equipe econômica e garante que o novo projeto será implementado dentro do teto orçamentário estabelecido pelo Congresso.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Novo Bolsa Família deve chegar hoje ao Congresso direto das mãos de Bolsonaro

×
Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA