Brasileiros mais depositaram do que sacaram na poupança em julho, diz BC

Em julho, os depósitos em caderneta de poupança superaram os saques em R$ 6,37 bilhões. Este foi quarto mês consecutivo de resultado positivo. Os números acompanham a nova rodada do auxílio emergencial. Os dados foram divulgados pelo Banco Central (BC) nesta quinta-feira (5).

Brasileiros mais depositaram do que sacaram na poupança em julho, diz BC
Brasileiros mais depositaram do que sacaram na poupança em julho, diz BC (Imagem: Joslyn Pickens/Pexels)

No mês passado, a população brasileira depositou R$ 298,2 bilhões e sacou R$ 291,8 bilhões. Ao comparar o resultado mensal recente com julho do ano passado, a captação foi inferior. Em julho de 2020, houve depósito de R$ 28,14 bilhões acima do retirado.

Apesar do resultado positivo de julho deste ano, ao considerar os sete primeiros meses do ano, a poupança registra retirada líquida de R$ 10,16 bilhões. Esta quantia representa a maior retirada acumulada para o período deste 2019. Naquele ano, os saques superaram os depósitos em R$ 16,1 bilhões.

A caderneta de poupança rende a Taxa Referencial (TR), atualmente zerada, mais 70% da taxa Selic, que está em 5,25%. A última elevação da taxa básica de juros foi realizada nesta quarta-feira (4).

Desempenho da poupança acompanha a retomada do auxílio emergencial

A captação positiva da caderneta da poupança coincide com a nova rodada do auxílio emergencial. Os pagamentos são feitos por meio de conta poupança digital da Caixa Econômica Federal.

Para a rodada oferecida neste ano, o governo paga parcelas mensais de R$ 150, R$ 250 e R$ 375. O valor a ser oferecido depende da composição familiar do beneficiário.

No ano passado, devido a este benefício do governo, houve considerável captação líquida. No período, foi registrado um número recorde de entrada líquida, de R$ 166,3 bilhões

Em janeiro deste ano, com o fim da primeira rodada do auxílio, a poupança teve captação líquida negativa de R$ 18,1 bilhões — o pior número da série histórica, que teve início em 1995.

Nos meses de fevereiro e março, respectivamente, tiveram resultados negativos de R$ 5,8 bilhões e R$ 3,52 bilhões. Nestes meses em questão, os pagamentos da nova rodada do benefício do governo ainda não haviam iniciado.

Em abril deste ano, foi registrada uma captação positiva de R$ 3,8 bilhões. Em maio, a entrada líquida foi positiva, de R$ 72,6 milhões. Já em junho, houve a maior captação deste ano, de R$ 7 bilhões.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Brasileiros mais depositaram do que sacaram na poupança em julho, diz BC

×
Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Possui experiência em produção textual e, atualmente, dedica-se à redação do FDR produzindo conteúdo sobre economia.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA