Auxílio emergencial de Minas Gerais: Quando começam os pagamentos?

Por falta de verba, auxílio emergencial de Minas Gerais é remarcado. Nessa semana, o governo do estado informou que estará suspendendo temporariamente o pagamento do “Força Família”. O projeto foi validado pela Assembleia Legislativa desde o mês de maio, mas precisou ser adiado por dificuldades orçamentárias. Veja a nova previsão de pagamento abaixo.

Minas Gerais decreta início da onda roxa a partir desta quarta-feira (17); saiba o que muda
Minas Gerais decreta início da onda roxa a partir desta quarta-feira (17); saiba o que muda (Imagem: Reprodução/Google)

Financiar os projetos de transferência de renda criados a partir do novo coronavírus não têm sido fácil. Mesmo com a liberação do auxílio emergencial federal, os governos estaduais encontram dificuldades para apoiar a população em situação de vulnerabilidade social. Em Minas Gerais, o Força Família foi remarcado.

Nova data para o auxílio emergencial de MG

Com a previsão de beneficiar mais de 1 milhão de mineiros, o Força Família terá seu pagamento iniciado apenas a partir do dia 1 de novembro. Inicialmente o abono seria concedido entre agosto e setembro, mas precisou ser remarcado para organização na folha orçamentária pública.

A decisão foi informada pelo governador do estado, Romeu Zema (Novo) sendo imediatamente publicada no Diário Oficial do Estado (DOE). Ele explicou que aguarda a verba vinda do Refis, programa de parcelamento de débitos tributários, para poder financiar o abono.

Segundo a nota oficial liberada pelo governo, o pagamento deverá ocorrer “em data mais próxima do fim do pagamento do Auxílio Emergencial do Governo Federal, até o dia 1° de novembro, garantindo, dessa forma, um período maior de proteção social às famílias em situação de vulnerabilidade”.

Quem terá direito ao ‘Força Família’

A concessão do projeto ocorrerá exclusivamente para a população em situação de vulnerabilidade social que esteja cadastrada no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) até 21 de maio, com renda familiar por pessoa de até R$ 89 por mês.

O pagamento será feito diretamente ao titular solicitante, sem que haja a possibilidade de repasse para algum familiar ou pessoa de vínculo próximo. O novo calendário será divulgado em meados do mês de outubro, junto com os detalhamentos sobre o repasse das mensalidades.

O valor a ser pago é de R$ 600 por cadastro, liberado em uma única parcela através dos cartões do projeto.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 4.8
Total de Votos: 5

Auxílio emergencial de Minas Gerais: Quando começam os pagamentos?

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA