Alimentos que compõem a cesta básica já somam R$ 500 em Palmas

O valor médio da cesta básica de Palmas, no Tocantins, ultrapassa a margem de R$ 500. O atual se deve ao aumento dos alimentos que compõem a cesta básica.

Alimentos que compõem a cesta básica já somam R$ 500 em Palmas
Alimentos que compõem a cesta básica já somam R$ 500 em Palmas. (Imagem: Reprodução/RBJ)

O Departamento de Jornalismo da Rádio Club, realizou a pesquisa em cinco estabelecimentos durante o mês de julho. O levantamento identificou uma diferença de, aproximadamente, R$ 100 no produto. 

O valor da cesta básica de Palmas varia entre R$ 466,99 a R$ 566,27. Os alimentos que apresentaram maior variação de preço nos últimos meses foram a banana e o tomate. A pesquisa foi baseada nas diretrizes do Decreto de Lei nº 399 do Executivo Federal. 

De acordo com o regulamento, há uma lista específica de alimentos e as respectivas quantidades que, aos olhos de especialistas, seriam o bastante para um trabalhador já na fase adulta.

Sendo assim, o levantamento da Rádio Club aponta que entre os alimentos vistoriados, o tomate teve um aumento de 47% no período de um mês, enquanto o preço da banana apresentou uma alta de 313% e a batata 10%.

Em contrapartida, o arroz, o feijão e a farinha de trigo apresentaram uma leve queda nos preços. Porém, foram os únicos itens que compõem a cesta básica que não ultrapassaram o aumento na margem de 10%. 

Para se ter uma ideia do poder de compra dos cidadãos palmenses, no ano de 2017 o salário mínimo era de R$ 937. No mês de julho daquele ano, seria possível comprar quase quatro cestas básicas. 

Em 2021, mesmo com o reajuste anual do salário mínimo que chegou a R$ 1.100, o trabalhador palmense não tem condições nem de comprar três cestas básicas completas atualmente.

Entre o período de 2017 a 2021, a banha suína, o feijão preto, a batata e o leite foram os produtos da cesta básica com o preço mais elevado. No segundo semestre de 2017, um quilo de banha custava cerca de R$ 7,50 em Palmas, preço que hoje é de R$ 15,04. 

De acordo com o Dieese, o salário mínimo ideal para suprir todas as despesas de uma família composta por quatro pessoas, um casal e duas crianças, seria de R$ 5.421,84. O valor se refere a gastos com alimentação, transporte, estadia, saúde, educação e segurança. 

A proposta de salário mínimo para 2022 é de R$ 1.147. O valor está agregado ao texto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) que prevê os gastos que a União terá no próximo ano, representando um aumento de apenas R$ 47 no bolso dos trabalhadores brasileiros.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA