MEC publica cronograma para iniciar nova fórmula do ensino médio

O novo ensino médio elaborado pelo MEC entra em vigor a partir de 2022 e sua implementação acontecerá em etapas, de acordo com as séries. A mudança deve influenciar também o ENEM futuramente.

MEC publica cronograma para iniciar nova fórmula do ensino médio
MEC publica cronograma para iniciar nova fórmula do ensino médio (imagem/Reprodução: O Celeiro)

Na última terça-feira, 14, o Ministério da Educação promoveu um evento em que fez o lançamento no Novo Ensino Médio (NEM) e publicou a portaria que implementa as mudanças.

O evento reuniu diversas autoridades, entre elas o ministro da Educação, Milton Ribeiro, o secretário de educação básica, Mauro Rabelo, além de governadores e secretários de educação.

Pode parecer algo novo, mas as mudanças no Ensino Médio são previstas na última reformulação da BNCC de 2017, mas começa efetivamente a ser implementado a partir do ano que vem.

MEC lança novo ensino médio

Confira abaixo como o cronograma foi elaborado:

Em 2020: elaboração dos referenciais curriculares dos estados e do Distrito Federal, contemplando a BNCC e os itinerários formativos;

Em 2021: aprovação e homologação dos referenciais curriculares pelos respectivos Conselhos de Educação e formações continuadas destinadas aos profissionais da educação;

Em 2022: implementação dos referenciais curriculares no 1º ano do ensino médio;

Em 2023: implementação dos referenciais curriculares nos 1º e 2º anos do ensino médio;

Em 2024 – implementação dos referenciais curriculares em todos os anos do ensino médio; e

Nos anos de 2022 a 2024: monitoramento da implementação dos referenciais curriculares e da formação continuada aos profissionais da educação.

Como vai funcionar esse novo ensino médio lançado pelo MEC?

“As alterações na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional preveem, entre outras medidas, a ampliação da carga horária, com uma nova organização para o ensino médio”, informou o secretário de educação básica, Mauro Rabelo.

A carga horária passará a ser de 1.400 horas; serão 60% das horas com as disciplinas já previstas na Base Nacional Comum Curricular (BNCC) e os outros 40% será composto pelos itinerários formativos.

Assim, os estudantes poderão escolher entre as seguintes áreas para se aprofundar:

1 – Linguagens e suas tecnologias

2 – Matemática e suas tecnologias

3 – Ciências da natureza e suas tecnologias

4 – Ciências humanas e sociais aplicadas

5 – Formação técnica e profissional

Posteriormente, em 2024, as mudanças no ensino médio influenciarão também o ENEM, que também poderá passar por algumas alterações para contemplar efetivamente o novo modelo dessa etapa da educação básica.

Com a editoria de carreiras do FDR  você sempre fica bem informado.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jamille Novaes
Jamille Pereira Novaes é graduada em Letras Vernáculas pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), pós-graduada em Gestão da Educação pelo Centro Universitário Maurício de Nassau (UNINASSAU). Como professora de Língua Portuguesa, já atuou no ensino fundamental I e II. Atualmente, trabalha como professora de Língua Portuguesa no ensino técnico e redatora da editoria de carreiras do portal FDR. Jamille utiliza sua experiência na área da educação para cobrir notícias sobre cursos, vestibulares, empregos e concursos.